IDENTIFICAÇÃO CADAVÉRICA ATRAVÉS DA MEDICINA E ODONTOLOGIA LEGAL - RELATO DE CASO

Érica Tezza Rezin, Francisco Antônio Santos Grazziotin, Alceu Luiz da Silva Martins Júnior

Resumo


Na identificação de despojos humanos, principalmente de esqueletos, os conhecimentos de antropologia são de suma importância. O presente trabalho relata um caso de identificação humana em que o exame odontológico teve uma participação decisiva na determinação da idade do cadáver esqueletizado. O presente trabalho teve como objetivo ressaltar a importância da Odontologia Legal na identificação de cadáveres em estado de esqueletização, por meio do estudo da mineralização dos dentes. Foi localizada uma ossada, inicialmente sem identificação, no dia 02 de março de 2011, às margens da BR-282, nas proximidades do parque de exposições Leônidas Rupp – Município de Campos Novos – SC. A exumação ocorreu no dia 08 de março de 2012. Realizou-se a identificação cadavérica através de análises médico e odonto-legais, sendo que a Odontologia Legal foi fundamental para a confirmação da idade do indivíduo, por meio da mineralização dos dentes. Constatou-se que o cadáver é de espécie humana; sexo masculino; raça negróide e idade entre 11,5 a 15 anos, características estas que coincidem com a pessoa desaparecida. A Odontologia Legal tem contribuído sobremaneira na identificação humana em vários casos relatados na literatura, principalmente, quando o corpo se encontra decomposto, esqueletizado ou em situações em que o evento letal prejudica a utilização dos métodos convencionais de identificação. É nesse sentido, que nas últimas décadas a Odontologia Legal vem se sobressaindo como uma ciência forense fundamental na área da identificação humana. Dentre estes, merece destaque a identificação pela arcada dentária
.

Palavras-chave


Antropologia forense; identificação de vítimas; Medicina Legal; Odontologia Legal.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC