O PERFIL DOS PACIENTES QUE REALIZAM O TESTE ANTI-HIV, NA VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA DE LAGES-SC

Edmara Laura Campiolo, Mirian Kuhnen, Mireli Coelho Rocha

Resumo


O teste anti-HIV permite diagnóstico antes do aparecimento dos sintomas da AIDS, possibilitando ações precoces de cuidado e prevenção. O estudo do perfil epidemiológico da população que procura a Vigilância epidemiológica para realizar o teste anti-HIV auxilia no conhecimento das características dos grupos populacionais e possibilita o melhor direcionamento das campanhas de prevenção. Esta pesquisa é epidemiológica, descritiva, de corte transversal de dados secundários, realizada através da análise de dados do formulário de atendimento SI-CTA AIDS. A população do estudo foi composta por uma amostra de conveniência de pacientes adultos (acima de 18 anos), que procuraram o serviço nos meses de outubro a janeiro de 2010. Foi criado um banco de dados no Excel e as análises estatísticas foram realizadas no Programa Estatístico SPSS 20.0. Os principais resultados são sugestivos de que o perfil dos pacientes que realizam o teste anti-HIV, na Vigilância Epidemiológica de Lages-SC é, em sua maioria, do sexo feminino (82,4%), com a média de idade de 32 anos, 62,4% são casados, 45,9% têm escolaridade 10 grau incompleto, 37,6% fizeram o teste anti-HIV devido ao pré-natal e, 95,3% relatam não ter usado drogas nos últimos 12 meses, e 67,0% nunca usa preservativo com parceiro fixo. Pode-se concluir que uma ampla divulgação social sobre os serviços prestados pelo CTA na região, faz-se necessário, garantindo aos cidadãos os direitos à informação, acompanhamento e à testagem. Sugere-se que ações de promoção de saúde sejam direcionadas aos homens e mulheres solteiros.

Palavras-chave


Teste anti-HIV; vigilância epidemiológica; ações precoces



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC