VIDA LEVE: EMAGRECENDO COM SAÚDE

Renata Couto de Arruda Bunn, Mirian Kuhnen, Aline Souza Amaral, Bruna Damasceno da Siva, Gisele Del Castanhel, Luciana Mendes da Silva, Melyssa Proença Palma Nunes, Roberta Vedana Erckmann, Patricia da Silva Pereira, Miryan de Fátima Silva, Simone Silva Santos, Wander Galvão Fernandes, Juliana Bastos Omura

Resumo


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS, 2008) a obesidade, doença na qual o excesso de gordura corporal se acumulou a tal ponto que a saúde pode ser afetada é a "nova síndrome mundial", tendo em vista que altas prevalências são encontradas tanto em países desenvolvidos como também nas chamadas economias emergentes (DCN, 2004). A obesidade deixou de ser um problema particular para se tornar um importante problema de saúde pública da atualidade. Ao estudar a obesidade e sua evolução, é certo admitir que o seu aumento implica definição de prioridades e estratégias de ação de Saúde Pública, em especial à prevenção e ao controle das doenças crônicas, reservando lugar de destaque a ações de educação em alimentação e nutrição e as práticas de atividades físicas que alcancem de forma eficaz todas as camadas sociais da população. Problemas psicológicos também estão associados ao ganho de peso, como por exemplo, estresse, ansiedade e depressão, influenciando principalmente o comportamento alimentar. Além disso, frequentemente a pessoa obesa quer emagrecer, mas não tem claro como e porque quer ou precisa emagrecer. Nesse sentido, o presente projeto adotará técnicas da terapia cognitiva voltada a pacientes, por meio de educação em saúde e hábitos saudáveis de dieta, auxiliando na promoção do bem-estar, detectando os possíveis problemas de saúde, melhorando a qualidade de vida e de aprendizagem. Este prioriza o trabalho multiprofissional, integrando profissionais da Estratégia de Saúde da Família e do Programa de Residência Multiprofissional em Saúde da Família e Comunidade (RMSFC) da UNIPLAC, que constitui uma modalidade de ensino de Pós-graduação latu sensu, desenvolvida em ambiente de serviço, mediante trabalho sob supervisão, desenvolvendo ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde, para que a questão da obesidade seja avaliada de modo integral. O objetivo geral é possibilitar aos participantes do grupo eliminar peso de maneira saudável. O método de trabalho consiste no programa “Pense Magroâ€, e será desenvolvido pela equipe de RMSFC. Constitui-se em seis semanas, com intuito de modificar os pensamentos a respeito do comer e dos hábitos que levam à obesidade, bem como hábitos que ajudam a perder peso. O programa está estruturado em um passo a passo, que ensina hábitos diários e rotineiros para perder peso pouco a pouco de maneira saudável, incluindo tarefas diárias, como sentar-se para comer, comer devagar, fazer exercícios, dentre outros, sendo que, para cada tarefa é preciso comprometer-se por escrito e criar cartões de enfrentamento para lidar com os pensamentos sabotadores. Dentre os resultados, espera-se possibilitar aos integrantes do grupo o emagrecimento e consequentemente diminuir o número de obesos na comunidade, tendo em vista que esse número tem aumentado e se tornado motivo de preocupação no que se refere à saúde da população de Lages, na área de abrangência da Unidade Básica de Saúde São Carlos.

Palavras-chave


Obesidade; Terapia Cognitiva; exercícios; saúde



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC