ANÃLISE DA QUALIDADE DO SONO EM ACADÊMICOS DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE DO PLANALTO CATARINENSE

Edmara Laura Campiolo, Jessica Santos Pereira, Fernando Arruda Ramos

Resumo


O sono é um estado complexo, caracterizado pela suspensão parcial das percepções dos fatos ambientais e da motricidade voluntária, diferenciando-se do estado de coma, por ser fisiológico, mesmo que haja perda de consciência e sensibilidade. Mesmo dentro da faculdade de Medicina, onde se deveria ensinar saúde, poucas são as políticas de promoção e prevenção da saúde. Os futuros médicos ingressam num curso longo e de muitas exigências, ainda no final da adolescência, sendo obrigados a assimilar obrigações, conhecimentos, posturas, habilidades e atitudes. A fim de auxiliá-los na construção do conhecimento, a instituição de ensino lhes oferece um currículo extenso e complexo e a oportunidade de vivenciarem os processos de saúde, doença e morte. No entanto, nem sempre a escola de medicina os ensina a lidar com as angústias, as frustrações e as incertezas advindas desse processo, deixando, muitas vezes, o aluno como único responsável pela manutenção da sua saúde física, mental e social, enfim, da sua qualidade de vida. O sono é necessário para manutenção da saúde física, mental e psicológica. Experimentos com privação de sono demonstraram que existe uma progressiva deterioração mental, psicológica e física, que inclui mudanças de humor, diminuição da coordenação motora e da capacidade de raciocínio, problemas de memória e da fala, alucinações, paranóia e danos físicos como alterações de batimentos cardíacos e temperatura corporal. O sono participa da homeostase do organismo. É uma função vital como comer e beber, necessária para a sobrevivência. Este estudo teve como objetivo analisar a qualidade de vida dos acadêmicos de Medicina da Universidade do Planalto Catarinense. Consistiu de uma pesquisa descritiva de corte transversal de dados secundários, em 160 estudantes de Medicina, da Universidade do Planalto Catarinense, através do Ãndice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI). Espera-se encontrar diminuição da qualidade do sono, após a entrada do acadêmico na faculdade de Medicina. A partir dos resultados, criar resoluções para melhoria da qualidade do sono na população pesquisada.

Palavras-chave


Qualidade do sono; Medicina; escala de Pittsburgh



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC