PREVALÊNCIA DE STREPTOCOCCUS AGALACTIAE EM GESTANTES ATENDIDAS NA UNIDADE BÃSICA CENTENÃRIO DA CIDADE DE LAGES/SC.

Jessica Alves da Costa, Vinícius Rodrigues da Silva, Yalin Brizola Yared, Natály Ramos Cardozo

Resumo


O Streptococcus Agalactiae está relacionado com a contaminação vertical dos neonatos de parturientes coloniza¬das, que pode acontecer de forma ascendente ainda no útero ou durante o parto. O objetivo é avaliar e identificar a prevalência de Streptococcus Agalactiae em gestantes e conscientizar a equipe de saúde da Unidade Básica do bairro Centenário para solicitar exames específicos para Streptococcus Agalactiae, com vistas à diminuição da mortalidade infantil. A população investigada será constituída de gestantes, no início do 3o trimestre de gestação, atendidas na Unidade Básica de Saúde Centenário, em Lages-SC. Serão coletadas amostras de secreção vaginal e anorretal. As amostras serão inoculadas em meio líquido seletivo Todd-Hewitt enriquecido com colicistina (10 ug/mL) e ácido nalidixico (15 ug/mL), devidamente identificados. As cepas identificadas comoStreptococcus sp. serão submetidas ao teste de Pyr , teste de sulfametoxazol + trimetoprim (SUT), teste de susceptibilidade à bacitracina, prova de CAMP (Christie, Atkins e Munch – Peterson) e à prova de hidrólise do hipurato. Com esse projeto, pretende-se determinar a prevalência de Streptococcus Agalactiae em gestantes atendidas na Unidade Básica de Saúde Centenário em Lages/SC. Acredita-se que esta pesquisa identificará que 10% a 30% das gestantes atendidas na Unidade Básica de Saúde Centenário estão colonizadas por Streptococcus Agalactiae.

Palavras-chave


Prevalência; Streptococcus Agalactiae; gestantes



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC