Metodologia para Iniciação de Voleibol

Cícero Antonio Geraldo Pilar, Caroline Silva Bacci de Melo, Evelin Terezinha Capistrano Querino

Resumo


A ideia do voleibol surgiu em 1895, quando o americano William George Morgan, tentava criar uma nova competição em quadra coberta que pudesse ser praticada pelos seus alunos. O ensino do voleibol é um assunto de difícil abordagem, pois já foi objeto de inúmeras obras, e várias delas com análises bastante interessantes. A eficácia do ensino depende da escolha correta e da aplicação adequada dos métodos e estratégias relacionadas ao ato de ensinar. O voleibol quando utilizado na busca ou manutenção da saúde, com a prática esportiva visa proporcionar um bem-estar físico através do crescimento harmonioso de crianças e adolescentes, e um condicionamento físico que permita as pessoas sentirem-se mais aptas e dispostas para suas atividades cotidianas. Pode ser também utilizado como um instrumento de educação e inclusão social. Este estudo tem como objetivo geral oportunizar o aprendizado da modalidade de voleibol por meio de um processo pedagógico fundamentado na abordagem desenvolvimentista. E como objetivo específico, melhorar suas capacidades físicas, coordenação motora, a dimensão de coletividade, aprendendo a trabalhar em grupo, a ter autoconfiança, tomada de decisões e as limitações entre aluno e professor. Com isso os grupos do PIBID junto com os acadêmicos de Educação Física da UNIPLAC fazem um trabalho todos os dias úteis, sendo que cada dia da semana um grupo de acadêmicos atua em uma escola na rede Estadual de Lages/SC, executando os assuntos discutidos nas sextas-feiras, em reuniões para o planejamento das próximas aulas. As aulas de voleibol são planejadas para as turmas a partir do 6° ano até o Ensino Médio, são divididas as atividades com base nas habilidades já possuídas pelos alunos de cada série e Ano. As aulas ministradas do 6° ao 7° Anos foram bem aproveitadas, porém muitos alunos ainda não tinham a vivência dessa modalidade, portanto construímos a iniciação dos movimentos, utilizamos auxilio de materiais adaptados para a execução das atividades. Com os Anos Finais e Ensino Médio, levamos aos alunos um método mais complexo. As aulas têm como finalidade, passar os conhecimentos de sistemas de jogo e fundamentos, através da coordenação dos movimentos, pela prática, trazendo a técnica do toque, manchete, saque por baixo, saque por cima (flutuante), ataque, defesa e bloqueio. Trabalhamos esses fundamentos, primeiro mostrando as posições corretas para a execução de cada movimento, em seguida passamos exercícios para a correção dos movimentos e melhora dos mesmos, criando a automatização para conseguirem efetuar os movimentos corretos em jogo. Por fim pode-se ter a iniciação do voleibol, em que começam a aprender de forma específica e planejada a prática do esporte. SANTANA (2005). A procura de uma iniciação que abrange toda a complexidade humana, de exercícios e gestos desportivos e movimentos táticos. Sendo assim, concluímos que houve uma melhoria no nível técnico, físico e da coordenação motora através dos movimentos, tendo a vivencia em grupo com a realização da prática em dupla ou coletiva.

Palavras-chave


Educação Física; Voleibol; Planejamento; Fundamentos; Táticas de jogo.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC