EXIGÊNCIAS DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA NOS CENTROS ESTÉTICOS

Bruna Andrade Schmidt, Daianne Machado Barboza

Resumo


Resumo: 1. Introdução: A procura por profissionais da área da estética vem crescendo gradativamente, pensando nisso este trabalho vem de encontro à conscientização destes no que se refere aos riscos potenciais inerentes ao exercício da profissão de esteticista, tanto para o profissional quanto para os clientes. Nesse contexto, a Vigilância Sanitária tem como planejamento estabelecer a prevenção dos riscos ambientais e profissionais existentes ou que possam existir, além de avaliar a exposição dos trabalhadores a estes riscos na área da estética. Devido a perceptível expansão dos segmentos Estéticos em nosso país, torna-se necessária e a adoção de condutas de Biossegurança. Baseando-se nisso que essas condutas e éticas são fundamentais nos centros Estéticos não só tornando esses locais mais agradáveis, mas principalmente seguros. Entretanto a Vigilância Sanitária exigem normas de legislações para abertura de qualquer estabelecimento estético tanto para o desenvolvimento local e licenciatura jurídicas, como também para procedimentos, equipamentos e produtos. 2. Objetivo: Identificar às exigências da Vigilância Sanitária nos centros estéticos. 3. Metodologia: a legislação vigente apresenta diversas atividades que são desenvolvidas pela Vigilância Sanitária, entre elas estão fiscalização e monitoramento dos centros de estéticos, visando sempre os preceitos da biossegurança, que objetiva minimizar os efeitos de transmissão cruzada através de utensílios não higienizados de forma adequada, bem por falta de equipamentos de proteção individual, este estudo foi realizado através de uma pesquisa bibliográfica onde os dados estão devidamente listados no decorrer desse estudo, onde foram utilizados livros, artigos, sites e outros documentos bibliográficos. 4. Conclusão: Portanto conclui-se que é de vital importância que todos os profissionais conheçam e adotem o conceito de Biossegurança a fim de se obter ambiente profissional livre de riscos para os trabalhadores e clientes, é indiscutível a necessidade de zelar pela saúde, e a cada momento a preocupação torna-se uma alternativa de preservação da vida.

Palavras-chave


Higienização; Saúde; Centros estéticos.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC