GESTÃO DE RESÍDUOS COMO FERRAMENTA PARA PROMOVER A PESQUISA CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO

Gustavo Waltrich da Silva, Andressa Mesquita, Sabrina Alves, Vitor Alegre de Limas, Alice Comin Prochnov Nunes, Matheus Henrique Vargas da Silva, Helen Souza de Oliveira, Lenita Agostinetto, Ana Emilia Siegloch

Resumo


O descarte inadequado de medicamentos e produtos domissanitários podem ser responsáveis por casos de contaminação à saúde e ao ambiente. Esta pesquisa teve como objetivo levantar informações sobre como os alunos do curso de Saneamento Ambiental e Biotecnologia do Cedup Renato Ramos da Silva de Lages/SC descartam os resíduos de medicamentos e desinfetantes (domissanitários) nas suas respectivas residências. Deste modo, a amostra do estudo foi constituída de 99 alunos que encontravam-se matriculados em um dos cursos acima mencionados no momento da pesquisa. Para a coleta de dados, foi aplicado um questionário semi-estruturado composto por 13 questões fechadas que abordavam sobre o descarte das embalagens e sobras de medicamentos, antibióticos e produtos de uso domissanitário. Os questionários foram distribuídos aos participantes do estudo, e posteriormente, os pesquisadores apanharam os questionários já respondidos. Os dados obtidos foram tabulados em planilha do Excel e submetidos à análise descritiva (média e porcentagem). Observou-se que 63% dos alunos não tem conhecimento sobre o procedimento correto de descarte dos resíduos de medicamentos e 55,6% ainda fazem o descarte dos medicamentos vencidos em lixeira comum. Em relação aos produtos domissanitários 90,1% dos participantes desconhecem a forma de descarte destes resíduos em suas residências, apesar do uso frequente (83,8%). Já em relação aos resíduos de inseticidas, raticidas e repelentes, cerca de 50% dos participantes descartam os resíduos na lixeira comum e 44% desconhece a forma de descarte destes produtos. No geral, este estudo demostrou que estudantes do Saneamento Ambiental e Biotecnologia não têm realizado de forma adequada os resíduos de medicamentos e de produtos domissanitários gerados no seu domícilio. Deste modo, enfatiza-se a importância da discussão e inserção deste tema nos cursos de formação básica, principalmente nos cursos de Saneamento Ambiental e Biotecnologia que formam profissionais que estão diretamente relacionados com o planejamento e a gestão da saúde e do meio ambiente.

Palavras-chave


descarte; medicamentos; produtos domissanitários.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC