Reflexões sobre a vivência do PET-GraduaSUS Enfermagem na formação de um Grupo de Atenção as famílias de Dependentes Químicos na Atenção Básica: Um Relato de Experiência

SONIMARY ARRUDA, Daianne MACHADO BARBOZA, ANA PAULA DA SILVA BARBOZA, ADILSON ANGELO FARIA, BRENDA KAROLAYNE MACHADO DA SILVA, ERICA ZAMBAM CARDOSO, LIDIANE KUCZKA, LARISSA RIZZI SOUZA DE OLIVEIRA

Resumo


O presente relato de experiência objetiva expor as vivências adquiridas pelas acadêmicas do curso de Enfermagem de uma instituição de ensino superior da Serra Catarinense, inseridas no Programa de Educação pelo Trabalho (PET) Gradua-SUS, durante a Criação do Grupo de Apoio as famílias de dependentes químicos em uma Unidade Básica de Saúde( UBS) do município de Lages. A ideia inicial de formação de um grupo na UBS surgiu pela falta de grupos na atenção básica voltados a atenção aos familiares de pessoas com necessidades decorrentes do uso e abuso de álcool e outras drogas, e também pela vivência das bolsistas no grupo de apoio a família que ocorre no Centro de Atenção Psicossocial álcool e outras Drogas (CAPSad). É um movimento inovador um grupo voltado a este público na atenção básica, além do fato de ser muito importante o contato e cuidado com a família do dependente químico no meio onde ela vive e vinculado a sua UBS. A partir de levantamentos feitos em listas de pacientes no CAPSad -- constatamos que em alguns territórios de saúde tem um número maior de dependentes químicos, com base neste levantamento optamos pela criação do grupo em uma das UBS listadas com maior número de pacientes que já passaram ou estão em acompanhamento pelo CAPSad. A forma de desenvolvimento do grupo se deu na forma de projeto de extensão. Este projeto esta em andamento e teve seu início em setembro de 2017, e tem como objetivo geral: Promover momentos de sensibilização, apoio e socialização aos familiares de pessoas com necessidades decorrentes do uso e abuso de álcool e outras drogas, em uma Unidade Básica de Saúde de um Município da Serra Catarinense. Inicialmente conversamos com a equipe da UBS sobre o projeto, e perguntamos se gostariam de participar e nos auxiliar na busca ativa destas famílias, além assumirem a responsabilidade de continuar o grupo na UBS após o PET encerrar suas atividades A criação de um grupo de família na UBS está sendo a primeira experiência das acadêmicas com formação e condução de grupo. O primeiro dia do grupo as acadêmicas levaram como estratégias dinâmicas de apresentação e estabelecimento de vínculo, além da abordagem dos relatos de cada familiar e a fala sobre a importância da família no cenário da dependência química. Estiveram presentes três familiares que contribuíram muito com seus relatos e deixaram as acadêmicas na expectativa de uma ótima realização para os próximos encontros. Além disso, o grupo contou com a participação da equipe da UBS e das preceptoras do PET-Enfermagem. É fato que as dúvidas virão, os anseios e expectativas também, mas as acadêmicas sentiram muito prazer em aprender com todo este momento que o PET as possibilitou, servindo certamente para criação de grupos no seu futuro como enfermeiras. Espera-se que este projeto de grupo de família alcance seus objetivos e fomente em outras UBSs o reconhecimento da necessidade de formação de grupos com familiares de dependentes de álcool e/ou outras drogas.

Palavras-chave


dependência química; enfermagem; atenção básica; grupo



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC