Como eu me sinto? O impacto da Depressão Pós-Parto na vida da mulher

Katyelle Ferrarez

Resumo


A depressão pós-parto é um problema de saúde pública, afetando tanto a saúde da mãe quanto o desenvolvimento de seu filho. Neste trabalho de conclusão de curso, as pesquisadoras abordam aspectos da depressão pós-parto buscando os significados psicológicos da maternidade, dando voz e visibilidade ao sofrimento materno e, pretendem compreender quais são os efeitos que a mesma causa na vida das mulheres. A pesquisa tem como objetivo geral compreender as percepções sobre os impactos da depressão pós-parto nas dimensões biopsicossociais em mulheres de uma Região do Planalto Catarinense e especificamente, descrever a depressão pós-parto; conhecer a percepção de mulheres sobre depressão pós-parto e as atribuições sociais da maternagem, bem como, identificar os impactos sociais, familiares e afetivos na relação mãe-bebê. O estudo se caracteriza como qualitativo e as participantes são mulheres diagnosticadas com depressão pós-parto no período puerperal, com idade mínima de 20 á 45 anos. Para sua realização, optou-se para acesso a amostragem pela técnica metodológica Snowball Sampling, que utiliza cadeias de referência, uma espécie de rede. Para a coleta dos dados, está sendo utilizada entrevista focalizada. A apresentação e a análise dos resultados serão feitas por meio da síntese de análise de conteúdo qualitativo, com o auxílio do software MAXQDA, é um software profissional para análise de dados qualitativos e métodos mistos de investigação. A pesquisa encontra-se na fase de análise de dados, sendo que a coleta ocorreu nos meses de agosto e setembro. Foram entrevistadas seis mulheres e os dados parciais indicam quais as expectativas da gestação, como as mulheres se sentem após o nascimento do bebê, quais foram os sentimentos vivenciados durante a depressão pós-parto e como elas estão se sentindo atualmente. Com a realização da pesquisa, espera-se confirmar a hipótese de que após a identificação do transtorno depressivo pós-parto de que os sentimentos da mãe sejam de culpa pelo fato de não ter cuidado do recém-nascido como planejava.

Palavras-chave


Depressão Pós-Parto; Maternagem; Saúde Mental; Relação Mãe-bebê



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC