INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO AMBIENTE LABORAL DAS INDÚSTRIAS DE GRANDE PORTE DE SANTA CATARINA

Dejenane de Souza Monteiro, Lilia Aparecida Kanan, Natália Veronez da Cunha Bellinati

Resumo


Dentre os direitos assegurados às Pessoas com Deficiência - PcDs, há o direito ao trabalho, importante aspecto associado à subsistência das pessoas pela garantia de recursos para o sustento de si e de familiares. O trabalho deve proporcionar iguais condições para realizações e crescimento profissional, onde seja possível à qualquer pessoa, inclusive às PcDs, lograr de experiências e oportunidades que proporcionam bem-estar e êxito pessoal e financeiro. Todavia, construir uma trajetória profissional com essas características é um desafio às PcDs, pois são escassas as oportunidades de inserção no mercado de trabalho mesmo quando se considera a Lei de Cotas (Lei Nº 8.213/91). O que se observa é que muitas empresas não conseguem cumprir a cota estabelecida por esta lei, por motivos diversos, como falta de estrutura para receber esses profissionais, falta de candidatos para as vagas ofertadas, ambiente organizacional pouco receptivo à diversidade, entre outros. Diante desse contexto, essa pesquisa tem por objetivo conhecer como ocorre o processo de inclusão de PcDs no ambiente laboral das indústrias de grande porte de Santa Catarina. Não obstante, entende-se que para compreender melhor esse processo é importante ampliar a percepção acerca do objeto de pesquisa; para tanto busca-se analisar o tema na perspectiva de profissionais de recursos humanos das indústrias de grande porte – sujeitas a Lei de Cotas, das PcDs e das Associações que as representam. O percurso metodológico define que a pesquisa é do tipo quantitativa, aplicada, transversal e descritiva. O instrumento de coleta de dados contempla vinte questões subdividas em cinco categorias: canal de comunicação, desenvolvimento de pessoas, estratégias de inclusão, legislação e políticas internas. Este instrumento será utilizado pelos três grupos de participantes, adaptando-se as questões ao grupo de participante. Quanto aos procedimentos de coleta de dados, os profissionais de recursos humanos das empresas serão contatados via e-mail, por meio do qual receberão um link de acesso ao instrumento de coleta de dados. A coleta de dados relativa às PcDs e Associações acontecerá em suas reuniões ordinárias, com agendamento prévio. O estudo foi planejado de acordo com as diretrizes éticas de pesquisa com seres humanos, Resolução 466/2016 do CNS. Todos os participantes receberão o Termo de Consentimento Livre Esclarecido (TCLE) para anuir sua participação na pesquisa. Com o resultado da pesquisa pretende-se analisar a inclusão das PcDs no contexto laboral e como as diversas formas de perceber um mesmo fenômeno podem contribuir para tal, estabelecendo condições para ampliar a discussão e ações por parte dos responsáveis por este processo.

Palavras-chave


ambiente de trabalho; pessoas com deficiência; emprego com apoio especial



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC