Mastites e suas causas, uma revisão de literatura

Alana de Quadros Schroeder

Resumo


A medicina, no que tange a saúde da mulher, requer atenção especial do profissional, portanto, aprender sobre ginecologia, obstetrícia se torna essencial para o crescimento do estudante de medicina. A mastite é uma queixa frequente no consultório do ginecologista e obstetra, sendo um dos seus sintomas, a mastalgia, a queixa mais frequente nos consultórios, levando a até 50% das pacientes atendidos. Deve-se diferenciar a mastite aguda de formas de carcinoma, reconhecendo quadro clínico de mastite aguda, carcinoma inflamatório, eczema areolopapilar e da doença de Paget. As mastites fazem parte do grupo de lesões não proliferativas da mama, sendo assim, sem risco relativo para câncer de mama, com base no diagnóstico adequado poder orientar a paciente quanto a benignidade do quadro, tratamento e prevenção de novos casos é de extrema relevância. As mastites são divididas em agudas e crônicas, essas últimas, por sua vez, subdividem-se em infecciosas e não infecciosas. A mastite puerperal é a mais incidente no nosso meio, podendo ocorrer pela pega durante a amamentação, saber orientar quanto ao tratamento e principalmente quanto a amamentação nesse período se torna imprescindível aos médicos, independente da especialidade. Das mastites crônicas, a mais incidente é representada pelo abcesso subareolar crônico recidivante, sendo relacionado ao tabagismo em 72% das pacientes. Sendo o reconhecimento, dessa, importante a fim de orientar a cessação do tabagismo como medida terapêutica e profilática para essas pacientes. Todo médico pode se deparar com mastites agudas ou crônicas, sendo importante o conhecimento sobre essa lesão, o que pode aumentar a efetividade no diagnóstico e diminuir tratamentos inadequados que podem piorar o quadro da lesão. Saber diferenciar mastites da neoplasia inflamatória da mama é imprescindivel ao médico, podendo, assim, adiantar o tratamento curativo dessa. Trata-se de uma revisão de literatura sobre mastites originada de uma necessidade levantada durante a prática em ginecologia desenvolvida na unidade educacional eletivo do sexto ano do curso de medicina.

Palavras-chave


Mastites; Mamas; Eletivo



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC