TIPOS DE MELASMA E SEUS TRATAMENTOS

Sthefanny de Souza Marques

Resumo


Introdução: O melasma é uma disfunção estética ou disfunção de pigmentação possuindo características simétricas, com bordas irregulares mas com limites nítidos e máculas acastanhadas e de intensidades diferentes, que predomina diversas partes da face, mais principalmente nas regiões da testa, nariz, lábio superior, têmporas e nas regiões malares (maças do rosto). Ela afeta tanto homens quanto mulheres, mas principalmente as mulheres. Muitas pessoas se sentem incomodadas com o aparecimento dos melasmas e recorrem a alguns tipos de tratamentos como laser, peelings, ácidos e cosméticos despigmentantes. Objetivo: O objetivo desta investigação é descrever o conceito, os tipos, os fatores de risco e conhecer as opções que são utilizadas para tratamento desta disfunção estética. Metodologia: Trata-se de uma revisão bibliográfica onde se utilizou livros e artigos científicos das plataformas de pesquisa Scielo e Google acadêmico utilizando os descritores “melasma”, “tratamento” e “estética”. Resultados e discussão: O melasma ocorre com o passar do tempo e como causa existem diversos fatores como alta exposição a luz solar, uso de alguns cosméticos, uso de anticoncepcionais, gravidez, fatores hormonais entre outros. Sua formação ocorre pela deposição de melanina, pigmento que confere cor na pele, ou seja, os melanócitos (células responsáveis pela produção de melanina, substância que dá a cor na pele) começam a trabalhar exageradamente, assim produzindo melanina em excesso, causando o escurecimento da pele. São três os tipos de melasma: epidérmico, dérmico e misto. O melasma epidérmico ocorre quando há uma concentração grande de melanina na região da epiderme e devido a exposição solar, os melanócitos começam a produzir mais melanina para poder se defender e acaba formando a mancha. O melasma dérmico ocorre quando está na camada mais profunda da pele, induzido por uma enzima chamada tirosinase que estimula a produção de melanina, onde se torna mais difícil ser tratado por estar em uma camada mais profunda. E o melasma misto é quando atinge tanto a epiderme quanto a derme onde acaba dificultando o tratamento. Conclusão: Após intensa investigação dos tipos de melasma e fatores de risco que desenvolvem o melasma, verificou que os tratamentos estéticos adequados para esta disfunção estética, transitam entre o uso de cremes despigmentantes, peelings, alguns ácidos e lasers, tanto na clínica quanto no home care. Quanto maior o conhecimento da tecnóloga em cosmetologia e estética acerca dos melasmas, maior a possibilidade de escolha do tratamento mais adequado, visando a melhoria da qualidade de vida dos pacientes acometidos por tal disfunção.

Palavras-chave


Melasma; Tratamentos; Tipos De Melasma e Disfunção de Pigmentação.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC