Integração Ensino Serviço por meio de projeto de extensão em CAPS AD

Priscila Schneider, Martielle Rosa Bastos, Stéfani Vieira de Stefane, Dayane Westarb Mota Malinverni

Resumo


Desde 2011 é desenvolvido projeto de extensão junto ao Centro de Atenção Psicossocial – Álcool e Drogas (CAPS ad) da cidade de Lages/SC, pouco tempo depois do início de seu funcionamento. A cada ano o projeto é reestruturado visando atender a demandas do CAPS e melhorar os processos de aprendizagem visados nessa integração entre ensino e serviço. Em 2016 e 2017 foi realizada uma estruturação das atividades de extensão que possibilitaram alinhar o projeto de extensão com uma perspectiva de ensino voltada para compreensão mais global do serviço e de sua relação com a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) no Sistema Único de Saúde (SUS). Junto à psicóloga da instituição foi traçado um plano de ação acerca da inserção das estagiárias no local, tendo em vista uma compreensão do funcionamento do CAPS como um todo. Então, as alunas conheceram a estrutura física do local e, em seguida, realizaram entrevistas com todos os profissionais do CAPS, que aceitaram participar, tendo como objetivo conhecê-los, compreender o seu trabalho, o funcionamento do CAPS e formar vínculos com a equipe. Em seguida acordou-se que seria realizada observação participante de todos os grupos terapêuticos, o que proporcionou algumas percepções acerca do funcionamento dos mesmos, de como os profissionais os conduzem, e principalmente sobre a relação que os usuários têm com o uso de substâncias psicoativas, a dependência química e com o CAPS ad. Este processo de inserção nos grupos intercalou-se com a participação em outros processos do CAPSad, desde o acolhimento de usuários até a inserção deles nos grupos terapêuticos. As alunas acompanharam um atendimento multiprofissional, que consiste em quatro profissionais realizarem um atendimento, em que estavam, psicólogo, assistente social, enfermeira e educadora física e retomaram o acompanhamento dos grupos terapêuticos. Em 2016 a partir dessas observações traçou-se uma intervenção voltada para orientação profissional, empregabilidade e reinserção no mercado de trabalho pelos usuários, bem como oficinas de música, voltadas para a integração social desses. Em 2017, a partir das observações e integração com a equipe vislumbrou-se intervenção com os coordenadores de grupos terapêuticos, voltada para melhorar a intervenção grupal, visto que alguns profissionais não têm formação específica para a coordenação grupal, houve mudança significativa no quadro de profissionais na instituição e essa é uma estratégia central de intervenção nesse serviço. Cabe a esta intervenção construir e esclarecer com os profissionais do CAPSad, por meio da estratégia da aprendizagem baseada em problemas (ABP), o papel dos coordenadores de grupo e gerar reflexões sobre os pressupostos e principais dilemas do coordenador de grupos estimulando-os a buscar elementos que possam ajuda-los nessa tarefa. E, de modo amplo, considera-se que esse modo de organização da intervenção de extensão junto ao CAPS ad se tornou efetiva, estando as intervenções melhor fundamentadas, bem como o processo de ensino vinculado à extensão, que permite processo de ensino aprendizagem significativa.

Palavras-chave


CAPS ad; Rede de Atenção Psicossocial; Integração Ensino Serviço; Educação em Saúde; Grupos;



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC