Atividades Laborais de Policiais Militares e Sofrimento Psíquico

Mariana Madruga dos Santos, Marcia Regina Conceição de Souza, Estela Maris Camargo Bernardelli

Resumo


O presente trabalho se refere a pesquisa realizada no ano de 2016 cujo objetivo foi abordar questões relativas à saúde mental do trabalhador, especificamente de policiais militares. Partindo da concepção de que a atividade policial é uma das ferramentas do Estado na manutenção da lei e da ordem pública, no controle das regras sociais, entretanto, em consequência dessa atividade permeada de fatores de riscos, o profissional policial vem sendo acometido por diversas patologias. Uma das mais graves e comuns são os transtornos mentais. O estudo teve como objetivo geral verificar a relação entre as atividades laborais desenvolvidas por policiais militares e o surgimento de estresse e outras comorbidades e especificamente descrever as diferentes atividades laborais desenvolvidas pelos policiais militares; compreender a relação entre trabalho, fatores ambientais, sociais e sofrimento psíquico; identificar fatores predisponentes ao estresse e outras comorbidades no trabalho do policial militar. Participaram do estudo cinco policiais militares da guarnição montada (cavalaria), em um município da região sul do Brasil. Na coleta de dados, utilizou-se como instrumento a entrevista focal, com perguntas abertas, que possibilitaram o diálogo e a obtenção de respostas sobre trabalho, sofrimento psíquico e outras comorbidades em Policiais Militares. Para a análise de dados optou-se pela síntese da análise de conteúdo qualitativa com elaboração de categorias de análise após o levantamento das entrevistas. Os resultados indicaram que há presença de sofrimento psíquico nestes trabalhadores e deve-se considerar que o policial militar exposto aos fenômenos estressores no ambiente de trabalho, pode de alguma forma não perceber os sintomas e sequer compreender as principais causas que geraram este sofrimento. Devido à carga de trabalho excessiva e às divergências que enfrentam em sua jornada de trabalho, muitas vezes acabam não dando importância aos sinais de estresse. No qual, sendo enfatizado pelos mesmos a necessidades de um profissional da Psicologia atuando na corporação.

Palavras-chave


Policial Militar; Saúde do Trabalhador; Saúde Mental.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC