Anorexia Nervosa: fatores etiológicos e repercussões clínicas e psiquiátricas associadas

Isabelle Cristina Sorgatto Capelari

Resumo


O transtorno alimentar (TA) mais comum entre os adolescentes, a Anorexia Nervosa (AN) é uma séria condição psiquiátrica, com consequências potencialmente fatais. Estimativas de morbidade e mortalidade da AN estão em torno de 4% a 8%. Na AN ocorre perda de peso autoinfringida na busca por magreza, acompanhada por distorção da imagem corporal e alterações hormonais devido à desnutrição. O modelo etiológico atualmente aceito é multifatorial, incluindo características biológicas, psicológicas, familiares e fatores de risco socioeconômicos e culturais. Como fatores de predisposição tem-se: sexo feminino, história familiar de transtorno alimentar, baixa auto-estima, perfeccionismo e dificuldade em expressar emoções; como fatores precipitantes: dieta, separação e perda, alterações da dinâmica familiar, expectativas irreais e proximidade da menarca; e como fatores mantenedores: alterações endócrinas, distorção da imagem corporal, distorções cognitivas e práticas purgativas. Além destes, existe também o contexto sociocultural como sendo um fator predisponente da doença, o qual é caracterizado pela extrema valorização do corpo magro. Muitas portadoras do transtorno alimentar possuem uma relação característica com suas mães, a qual é de simbiose e de dificuldade de individualização. Nesta relação complexa e sofrida entre mãe com dificuldade de oferecer e a criança com dificuldade de receber cuidados, o alimento poderia ter sido transformado em equivalente simbólico da função materna, devendo este ser eliminado ou evitado. Com relação às complicações clínicas, o corpo reage como se houvesse ausência de alimentos no meio-ambiente e suprime ou diminui todas as funções essenciais, minimizando o gasto de energia e eventualmente alterando até as funções vitais, pelo desencadeamento de recursões em vários sistemas. Como complicações psiquiátricas frequentes, também destacam-se os Transtornos de Personalidade, Transtornos Ansiosos e ainda, o Transtorno Depressivo Maior. O tratamento é multidisciplinar, sendo a família pilar importante para o tratamento curativo e de manutenção. O objetivo deste estudo é apresentar uma revisão de literatura acerca da Anorexia Nervosa explanando sobre seus fatores desencadeantes e repercussões clínicas e psiquiátricas associadas. Foi analisada a base de dadoScientific Eletronic Library Online (SCielo) e Livros Texto, utilizando Anorexia Nervosa e Transtornos Alimentares como palavras de busca.

Palavras-chave


Anorexia Nervosa, Transtornos Alimentares



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC