PROJETO GERAR E AMAR

Jesica de Lima Lourenço, Barbára koch

Resumo


Este projeto visa à integralidade ao usuário atendido neste grupo, juntamente com um atendimento humanizado com equidade focando na sensibilização das gestantes e puérperas, quanto os cuidados no Pré - natal, a importância do aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida do bebê, e após complementando amamentação, com alimentação saudável, aos dois anos de vida da criança, para que o mesmo crie hábitos saudáveis juntamente com sua família, e que ao longo do tempo, se tenha uma construção coletiva em defesa a amamentação e alimentação saudável da criança. Foi desenvolvido pela equipe da Residência multiprofissional em saúde da família e comunidade, juntamente Equipe de Saúde da Família do bairro Pro-Morar e Santa Helena, com apoio do Núcleo de Apoio a Saúde da Família – NASF, concordando com Machado et all p.337 (2007) “A atribuição dos profissionais de saúde como agentes de mudança no contexto de atenção à família passa a ser de facilitadores no processo da educação em saúde”.Se realizou primeiramente uma oficina aos profissionais de saúde do local explicando sobre o Projeto gerar e amar aprimorando suas competências e habilidades para a promoção do aleitamento materno e da alimentação complementar, incentivando a pactuação de ações para promoção, de acordo com a realidade local. Realizamos está prática em educação em saúde baseada na integralidade, focando no trabalho em equipe, favorecendo o diálogo, a transdisciplinaridade entre os instintos saberes formais e não-formais que contribuam para as ações de promoção de saúde a nível individual e coletivo (MACHADO, 2007).Contribuir para a diminuição do índice de mortalidade Infantil através de ações de promoção, prevenção e recuperação em saúde para gestantes e puerperas, colaborando na redução de práticas desestimuladoras da amamentação e Alimentação complementar para crianças menores de dois anos.O grupo ocorreu em forma expositiva e dialogada, a maioria dos momentos se realizou dentro das unidades, tendo um encontro ao mês com um tema relevante, com isso se criou um grupo de whatsapp, onde essas gestantes e puérperas eram acompanhadas, formando um vínculo entre profissionais e usuárias. Com a sensibilização realizada aos profissionais da unidade, se ganhou uma maior captação de gestantes e puérperas, tanto no acolhimento ou em consultas, já se realizava a orientação dessas usuárias, além de visitas domiciliares e busca ativa se necessário focando sempre na importância do aleitamentos materno, cuidados com o recém-nascido e qualquer dúvida ou insegurança que elas trouxessem. Sempre ao final do grupo, as mesmas recebiam um café aconchegante, para que tivessem uma conversa informal entre elas e profissionais. Após avaliação observamos as gestantes e puérperas que estavam sendo acompanhadas no grupo gerar e amar, e concluímos que essas mulheres obtiveram conhecimentos, que as auxiliaram para um melhor cuidado com o recém-nascido, além de conseguirmos prevenir o desmame precoce e incentivar a alimentação saudável após os seis meses de vida do bebê, não tivemos nenhum aborto das gestantes acompanhadas e nenhum óbito dos recém- nascidos acompanhados no grupo. Infelizmente na unidade Pró-Morar tivemos pouca demanda das gestantes e puérperas, mesmo realizando busca ativa, realizando visita domiciliar e criando um grupo no whatsapp para mantes o vínculo com essas mães, que necessitavam de apoio e carinho em um momento tão especial e mudamos o grupo para o dia de atendimento as gestantes e puérperas na unidade, mas não foi o suficiente para obtermos mais gestantes e puérperas ao grupo. Na unidade Santa Helena a demanda no grupo foi positiva resultando em um acompanhamento de 20 gestantes, sempre comprometidas desde o início ao fim do projeto, resultando em mães empoderadas, pois tiveram todo apoio da equipe da Estratégia saúde da família. Com isso para finalizar o projeto todas as mães que participaram do projeto ao fim deste, ganharam um book de gestantes e de puérperas, na pousa SESC para que se lembrem sempre da importância que é se tornar gestante e mãe.

Palavras-chave


Gestante; Puérpera; Recém- Nascido



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC