Projeto Saúde Mental do Adulto – CAPS II

Maris Regina Aparecida Rossi Zago, Estela Maris Camargo Bernardelli, Izabela Ramos dos Santos, Natiely Conradi Wolff

Resumo


A reforma psiquiátrica no Brasil é um movimento histórico de cunho político, social e econômico que atua como forma de desconstrução do manicômio e dos paradigmas que o sustentam. Entre as estratégias propostas que visam a modificação desse cenário temos a criação de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), em 2002, que tem como objetivo o tratamento e reabilitação psicossocial e a promoção da autonomia e cidadania, além de ser orientado pela noção de cuidado e promoção dos direitos dos usuários. O CAPS se operacionaliza na perspectiva de atenção em saúde, na qual o sujeito é visto de forma integral, em sua dimensão biopsicossocial e cultural. O Projeto de Extensão Saúde Mental do Adulto - CAPS II tem como objetivo possibilitar aos acadêmicos do curso de Psicologia adquirir experiência nessa área de atuação, oportunizando reflexões acerca desse modelo de atendimento que prioriza a reabilitação e a reintegração psicossocial do sujeito portador de sofrimento psíquico. As atividades do projeto visam trabalhar com sujeitos a partir dos 18 (dezoito) anos com transtorno mental grave, usuários do serviço e são desenvolvidas as segundas-feiras e últimas terças-feiras do mês, no período vespertino, por 03 (três) acadêmicas do Curso de Psicologia, supervisionadas pela psicóloga local e orientadas pela professora responsável pelo projeto. Desta forma, entre os meses de março a setembro de 2017, e respeitando as demandas pertinentes a instituição, foram realizados encontros com usuários do serviço, com transtorno mental grave, por meio de “Grupos de Preparação para Alta”, que visam trabalhar por meio de dinâmicas, rodas de conversa e debates, temas, questões, reflexões e ações pertinentes aos usuários que frequentam o grupo. E ainda, os “Grupos de Orientação” que visam inserir os novos usuários aos serviços prestados pelo CAPS II. Nestes grupos, são fornecidos aos recém-chegados informações pertinentes ao funcionamento do CAPS II de forma abrangente, bem como oportuniza-se o acolhimento e a escuta de suas expressões verbais. Por meio das atividades já desenvolvidas, está sendo possível não somente capacitar as acadêmicas do curso de Psicologia para a atuação prática em saúde mental, mas também oportunizar aos participantes dos grupos, a acolhida, a escuta qualificada e momentos de reflexão e debate em relação as suas experiências pessoais, sejam elas positivas ou negativas, objetivando desta forma, a ressignificação das mesmas. Os trabalhos realizados vêm corroborar com às noções de acolhimento e os princípios de promoção da autonomia e inserção social, e ainda, cumprir a função social da Universidade, ou seja, levar o saber acadêmico à comunidade e trazer benefícios à esta.

Palavras-chave


CAPS II; Desinstitucionalização; Psicologia; Saúde Mental



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC