RELATO DAS ATIVIDADES EXERCIDAS PELO PROJETO DE EXTENSÃO “PREVENÇÃO DE DOENÇAS INFECCIOSAS E PARASITÁRIAS” DA UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE – UNESC

Kelvin Schmoeller Alberton, Christine Horner, Luana Damiani Rosso, José Paulo Barbosa Soares, Donizete da Rosa-Júnior, Bárbara Calistro Borchardt, Ana Carolina da Silva Vieira, Cleonice Maria Michelon

Resumo


Apesar da redução dos índices de mortalidade e morbidade associados às doenças infecciosas e parasitárias, elas são responsáveis anualmente por cerca de 10 milhões de óbitos no mundo e estão entre as principais causas de anos de vida perdidos. Muitas das doenças infecciosas e parasitárias de elevada prevalência em nosso país, podem ser prevenidas ou ter seu risco minimizado através de medidas simples como a higienização frequente e adequada das mãos e alimentos, consumo de água tratada e medidas de redução de vetores. Nesse contexto, a implantação de Programas de Promoção da Saúde que visam conscientizar a população de sua responsabilidade com própria saúde e com meio onde vive podem ter um impacto importante na prevenção de doenças infecciosas e parasitárias. Para tanto, a participação da comunidade acadêmica na oportunização dos conhecimentos sobre doenças infecciosas é um pilar importante para promoção da saúde. O objetivo do projeto foi orientar as crianças quanto as medidas de prevenção das doenças infecciosas e parasitárias mais prevalentes em sua faixa etária, de uma forma divertida e didática, para maximizar o processo de aprendizado. Foram realizados quatro ciclos de atividades com teatro, palestras, músicas, vídeos e brincadeiras educativas, utilizando linguagem acessível, sobre conhecimentos básicos de prevenção das doenças infecciosas e parasitárias de maior prevalência e importância em nosso contexto social, aos alunos de 1º a 3º ano de uma Instituição Assistencial do município de Criciúma-SC, totalizando cerca de 210 alunos. No primeiro ciclo as atividades abordaram a prevenção de endo e ectoparasitoses por meio de teatro, música, brincadeiras lúdicas e oficina de higienização das mãos. O segundo ciclo teve como foco a prevenção de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, onde os escolares além de participarem de teatro relacionado ao tema fizeram caça ao tesouro nas dependências da escola em busca de possíveis criadouros do mosquito e confeccionaram armadilhas para o mesmo. O terceiro ciclo teve como tema prevenção de infecções respiratórias, com ênfase na gripe. Nesta atividade foi montado um sistema respiratório gigante para que as crianças pudessem entrar e compreender melhor a anatomia e o mecanismo de ação das infecções nos órgãos respiratórios. Brincadeiras e jogos de perguntas e respostas também fizeram parte dessa ação. O objetivo da quarta atividade foi orientar sobre higiene bucal e analisar a saúde bucal das crianças. Nesta atividade os acadêmicos de odontologia realizaram o CPO-d (contabilização de dentes cariados, perdidos e restaurados), enquanto outros acadêmicos demonstraram a técnica de escovação e uso de fio dental adequados. Com a realização das atividades foi possível oportunizar aos escolares maior acesso a informações relacionadas a saúde, ferramenta que pode promover melhora na qualidade de vida dos envolvidos. Os benefícios do projeto se estendem também aos educadores que tiveram a possibilidade de vivenciar diferentes metodologias de abordagem sobre o tema, podendo beneficiar outras turmas. Pode-se considerar ainda, que os benefícios se estendem para fora da instituição, uma vez que o conhecimento construído pelos participantes, será transmitido a seus familiares e contatos, refletindo em melhorias para a comunidade em geral.

Palavras-chave


Prevenção; Doenças Infecciosas; Escolares



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC