Auriculoterapia na Atenção Primária

Laís Santos Peres, Giovana Bedin Pereira, Jesica de Lima Lourenço

Resumo


A Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) tem por objetivo estimular os mecanismos naturais de prevenção de agravos e recuperação de saúde, com utilização de tecnologias leves (escuta acolhedora, vínculo terapêutico, integração ser humano e meio ambiente), além de enfatizar a Atenção Primária voltada ao cuidado continuado, humanizado e integral em saúde. A auriculoterapia tem se expandido após a constituição da PNPIC, seu maior destaque é o foco na melhora da qualidade de vida, por via de sua praticidade, baixo custo, manejo de técnica segura e formação de profissionais. Os pontos da auriculoterapia atuam no pavilhão externo da orelha, estimulando determinadas áreas correspondentes a queixas físicas, emocionais e psíquicas. O presente trabalho é fruto de um projeto de extensão, cujos objetivos são implantar a Auriculoterapia na UBS Pro-Morar e atuar na recuperação e promoção de saúde dos trabalhadores em saúde e usuários do SUS. A prática é realizada semanalmente, por três períodos da semana, na UBS Pro-Morar, com atendimento de livre demanda e encaminhamentos pelos profissionais que atuam no local. Participam deste projeto os residentes e profissionais da Equipe de Saúde da Família (ESF), que foram capacitados previamente pelo curso oferecido pelo Ministério da Saúde através da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Foi desenvolvida uma ficha clínica para realizar anamnese e registro da evolução de cada paciente em suas consultas. Para fins de divulgação e informativos, desenvolveu-se um folder explicativo, e lembretes contendo orientações sobre os cuidados pós-aplicação. Além disso, realizou-se uma explanação sobre a técnica e indicações da auriculoterapia para os usuários presentes durante uma sala de espera na UBS Promorar. Como resultados, percebe-se através do relato dos pacientes, a diminuição de queixas crônicas, anteriormente tratadas apenas por terapias convencionais ou não articuladas a técnica biomédica, satisfação dos pacientes ao tratamento, qualidade de vida, atendimento humanizado com escuta qualificada.

Palavras-chave


Auriculoterapia; Práticas Integrativas e Complementares; Sistema Único de Saúde; Atenção Primária



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC