CONTRIBUIÇÃO DA COSMETOLOGIA EM LESÕES DE PELES QUEIMADAS/ENXERTADAS

Sinthia Schmoeller, Dhébora Dall’Igna

Resumo


Introdução: Estima-se que no Brasil ocorram em torno de 1.000.000 de acidentes com queimaduras por ano, sendo mais frequentes em mulheres e crianças, ocorrendo dentro do ambiente domiciliar. As queimaduras, sejam elas químicas, elétricas, radioativas ou térmicas podem levar a hospitalizações e lesões gravíssimas, podendo até mesmo levar a óbitos e todas as implicações em relação a autoestima. Objetivo: Investigar e analisar a permeabilidade de cosméticos através de peles queimadas e/ou enxertadas. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa bibliográfica utilizando-se livros, artigos e sites com os descritores “queimaduras”, “enxertos”, “cosméticos”, “cicatrizes” e “permeabilidade”. Resultados e discussão: Diante de uma triste realidade em nosso país que envolve um número cada vez mais crescente de acidentes, a área da estética vem ganhando um papel muito importante na vida de pessoas acidentadas. Algumas realidades retratam que, após todos os processos cirúrgicos e a cicatrização da região queimada finalizada, os casos dão-se por encerrados. É neste processo que os profissionais esteticistas surgem, podendo atuar de forma significativa na melhora dessas lesões, buscando ajudar a vítima afetada a retomar a sua autoestima e o seu desejo de reencontrar a beleza íntima. Com o avanço dos estudos sobre os ativos cosméticos é possível, hidratar, corrigir as alterações pigmentares, reverter a atrofia dérmica, aumentar a elasticidade, melhorar a textura cutânea, estimular a fotoproteção, reduzir os processos cicatriciais, reduzir as aderências entre outros benefícios. Há relatos que mostram que este campo vem se abrindo cada vez mais e sendo muito bem aceito pelas pessoas que terminam seus tratamentos hospitalares com a esperança de melhoras visuais em suas cicatrizes. A nanotecnologia aplicada à cosmetologia possui papel fundamental na possibilidade de criação de formulações que permeiam as peles injuriadas de forma adequada. Conclusão: Contribuir com a melhora dessas lesões depois de traumas tristes e dolorosos faz da profissão da cosmetóloga e esteticista uma das únicas capazes de tratar do físico, do interior e da mente das pessoas. A escolha correta de ativos cosméticos pode contribuir para minimizar as lesões por valores acessíveis, através de muitos procedimentos diferentes e satisfatórios. Cabe ressaltar que é necessário estudar unicamente cada caso, idealizar o melhor protocolo, e por fim proporcionar às pessoas histórias de superação, recomeço e resgate da autoestima.

Palavras-chave


Queimaduras; Cicatrizes; Cosmetologia; Permeabilidade; Estética



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC