QUANTIFICAÇÃO DE DNA DE VIDEIRA ATRAVÉS DE ELETROFORESE EM GEL DE AGAROSE

Caroline Aparecida Matias, Caroline Schutz Wendling, Roger Francisco Ferreira de Campos

Resumo


A eletroforese permite separar moléculas orgânicas como DNA em gel de agarose levando em consideração sua massa e carga. O gel de agarose consiste em uma substância formada por tramas de poros de tamanhos diferentes, favorecendo a separação dos fragmentos. A concentração de agarose pode afetar a mobilidade do DNA no gel, pois com concentração de agarose alta a separação dos fragmentos de DNA é reduzida, e quando a concentração de agarose é menor, maior será a separação de fragmentos. Neste contexto para quantificar o DNA utiliza-se a fluorescência ultravioleta, determinando a quantidade de DNA em gel de agarose. Assim o objetivo de estudo é aplicar a técnica de quantificação de DNA de videira através de eletroforese em gel de agarose. Para tanto foi utilizado 12 amostras de DNA extraídos da videira e 2,0 g de agarose 1.0% em baixa concentração. O gel foi incluso no erlenmayer 200 mL de tampão TBE 1x, aquecendo a solução até obter a aparência translúcida, e resfriado até a temperatura de 40ºC, vertendo a solução na cuba de eletroforese. Então adicionou-se uma gotícula de 5,0 µl de água ultrapura sobre uma fita de parafilme, e sobre a gotícula de água, adicionou-se 3,0 µl de solução tampão de carregamento fluorescente não tóxico, Em seguida com uma micropipeta foi inserido a gotícula formada sobre a fita de parafilme, 2,0 µl do DNA extraído da Videira, sendo este homogeneizado manualmente e agitado em uma batida vertical com sentido de cima para baixo. Então o gel foi submetido à corrida eletroforética em migração por unidade de campo elétrico em gel de agarose na cuba eletrolítica, com duração de 20 minutos a 100 V. Posteriormente o gel de agarose com a amostra de DNA, foi transferido para o transluminador UV para que a sequências de DNA fossem visualizadas na presença de luz ultravioleta, para quantificar e qualificar as amostras. Os resultados encontrados foram que a amostra de DNA de número 9 e a amostra de DNA de número 12 possuem uma quantidade de 100 ng/µl. Assim como a amostra de DNA número 9 possui uma qualidade superior às demais, visto que apresentou intensidade de luz ultravioleta maior que as outras amostras. A conclusão do estudo constitui-se em que o processo de eletroforese é uma tecnologia que deve ser aplicada em estudos biotecnológicos, visto sua eficiência e eficácia ao trabalhar com moléculas orgânicas de DNA.

Palavras-chave


Gel de Agarose; Eletroforese; DNA; Videira



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC