O DESMONTE DA POLÍTICA PÚBLICA NO ÂMBITO DA SAÚDE DO MUNICÍPIO DE LAGES/SC

Liliane Oliveira de Lima Amaral dos Santos, Hemilin Maiara Souza da Cruz, Audrilara Arruda Rodrigues Campos

Resumo


O presente estudo incide sobre O Desmonte da Política Publica no Âmbito da Saúde do Município de Lages/SC, sob a Perspectiva dos Trabalhadores do SUS. Esta iniciativa se deu devido às diversas reflexões oportunizadas em sala de aula, posterior aos debates entre as pós graduandas do Curso de Gestão de Políticas Públicas. Na ocasião foram expostos os diversos contextos históricos sobre as Políticas Públicas ao logo dos tempos, partindo dessa premissa muitas fatos nos inquietaram, entre eles os diversos noticiários sobre o retrocesso de diversos direitos adquiridos e já consolidados e que estão impressos nas diretrizes que regem sobre o nosso país. Outro ponto importante é que nossa práxis está atrelada a viabilizar o acesso aos direitos dos usuários, buscando suprimir as expressões da questão social em seus cotidianos. Para tanto, a relevância da pesquisa se dá exatamente pelo acontecimento contemporâneo, mas que os resquícios advindos de suas implicações incidirão também nas gerações futuras. Logo este estudo poderá se tornar um suporte intelectual no cotidiano da práxis profissional, pois poderão evidenciar em elaboração de estratégias a fim de suprimir percalços advindos do neoliberalismo, uma vez que este fomenta o acréscimo das desigualdades sociais, respaldando-se no discurso dubio da necessidade da redução de investimentos na área social para haver progresso no país. Desta forma, objetiva-se analisar os impactos do Desmonte da Política Pública no Âmbito da Saúde no Município de Lages/SC, sob a Perspectiva dos Trabalhadores do SUS. Verificar de que forma o processo do desmonte da Política de Saúde reflete no cotidiano do trabalho do Assistente Social; Conhecer as fragilidades vivenciadas pelos profissionais a partir do desmonte da Política de Saúde; Identificar se existem estratégias para suprimir os impactos advindos do desmonte na Política de Saúde no município. A pesquisa está pautada no materialismo histórico dialético. Sua natureza é de cunho qualitativo com enfoque exploratório, bibliográfico, e de campo. Tendo como público-alvo cinco, ou seja, 100% dos profissionais de Serviço Social da Residência Multiprofissional Saúde da Família e Comunidade da Uniplac que efetivam a sua práxis nas políticas públicas da saúde no município de Lages/SC. Para a coleta de dados será utilizada à entrevista e questionário semiestruturado. Análise dos dados incidirá por meio de analise de conteúdo. Em relação aos resultados esperados almejam-se; Propiciar a reflexão a cerca das evidências que essa tendência tem insurgido no campo da política social do município de Lages/SC; Contribuir de forma efetiva para o aprimoramento intelectual tanto das acadêmicas quanto a aqueles que acessarem a produção dessa pesquisa visando instigar o uso de suas potencialidades bem como, expandir os conhecimentos adquiridos para além do seu subjetivo.

Palavras-chave


: Política de Saúde; Serviço Social; Residência Multiprofissional Saúde da Família e Comunidade da Uniplac



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC