A VIOLÊNCIA NO CONTEXTO DAS ESCOLAS PÚBLICAS DE LAGES - SC

ÂNGELA APARECIDA COELHO WALTRICK, Carmen Lúcia Fornari Diez, Geraldo Augusto Locks, Mareli Eliane Graupe

Resumo


O presente trabalho pretende identificar os tipos de violência existentes no contexto escolar e propor a arte como possibilidade para amenizar tais conflitos. O texto está vinculado a dissertação: A violência no contexto das escolas públicas de Lages-SC e a arte como possibilidade de enfrentamento. O locus escolhido para pesquisa são duas escolas públicas localizadas em Lages SC, sendo uma delas da Rede Estadual de Ensino e a outra do Sistema Municipal de Educação, escolhidas conforme prognóstico pré-estabelecido. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, social, bibliográfica, documental, envolvendo notas do diário de campo, contato com profissionais ligados ao fluxograma de atendimento às violências nas escolas, percepções da violência escolar e do seu entorno a partir de instrumentalização destinada aos pais e alunos das séries iniciais do fundamental I, aos alunos das séries finais do fundamental II e aos alunos do Ensino Médio, aos professores, corpo administrativo e funcionários das escolas onde será realizada a pesquisa empírica. A metodologia está pautada em Minayo (2007), Flick (2009), Gil (2002). O referencial teórico está fundamentado em Abramovay (2002,2003,2005,2006,2016), Boneti (2007), Boneti e Priotto (2009), Candau (2001), Charlot (1997,2002), Rocha (2010) no que se refere a caracterização das violências; Trevisol (2016), Rocha (2012) e Silva (2010), com respeito a Bullying e Cyberbullying; Foucault (2016) sobre as relações de poder; Deleuze (2000,2005) apresentando a proposta rizomática; Ortega e Del Rey (2003) e Maldonado (2004) sugerindo caminhos de paz. Dialogaremos com Da Mata (2010), Silva (2009), Bauman (2005), Fleuri (2006), Senett (2006), Louro (2010). Freire (2003), Morin (2000).Faremos uso dos cadernos pedagógicos da Secretaria de Estado de Santa Catarina e as informações sobre o funcionamento da justiça restaurativa, que servirão como reflexão à respeito das políticas públicas de prevenção Estabeleceremos uma conexão com autores específicos do mundo da arte afim de propor transformações pedagógicas no espaço escolar. Após analisarmos os dados coletados, esperamos que nossa pesquisa possa contribuir como ferramenta para construção de cidadãos críticos, reflexivos e protagonistas da sua própria história.

Palavras-chave


Violência Escolar; Bullying; Vulnerabilidade; Políticas Públicas; Arte



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC