A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA PARA INCLUSÃO DE DEFICIENTES FÍSICOS: DESAFIOS, POSSIBILIDADES E PERSPECTIVAS

Eder Magno Santos

Resumo


O presente estudo sobre a Formação Continuada de Professores de Educação Física para Inclusão de Deficientes Físicos: Desafios, Possibilidades e Perspectivas, surgiu a partir da minha trajetória profissional como professor de Educação Física, vivenciado por um longo período e questionado sobre ações e formações no processo de inclusão educacional na educação física, sabe-se que a infraestrutura é falha, pouco espaço, sem acessibilidade, mais o que tem incomodado é a formação dos professores, pois ter o máximo de cuidado, ao estar trabalhando com crianças e adolescentes que não se (re)conhecem no mundo ao seu redor e principalmente sofrem com o preconceito, sem mesmo antes de conhecer a fundo a deficiência. Pensando assim, é dever do trabalho escolar além das questões pedagógicas, ensinar nossos educandos e educadores a respeitar a individualidade dos estudantes e ao mesmo tempo incentivar a participação, o respeito e a convivência fraterna no coletivo, ou seja, estimular o diálogo entre os diferentes. Chama-se atenção para o objeto de estudo, para a importância de conhecer a fundo a relação de inclusão de deficientes físicos na educação física e os desafios e perspectivas na formação continuada dos professores da rede municipal de ensino de Lages-SC. Para entender que essa temática remete algumas discussões reflexivas sobre deficiência e formação, a proposta deste projeto de pesquisa justifica-se por entender a necessidade de identificar ações concretas das unidades escolares municipais e de professores na formação continuada, com vistas ao campo que os educandos com deficiência vem definindo uma ampliação dos direitos ao acesso e permanência, tendo à escola como espaço da construção de cidadania. Para tanto, é necessário perceber o espaço escolar como um ambiente de conhecimento e político de conquistas de direitos, que envolvam uma educação para todos. Refletir assim, sobre as necessidades e potencialidades de uma educação que considere as diferenças como a deficiência. Tendo como objetivo geral compreender como se dá a Formação Continuada de Professores na Educação Física Inclusiva de pessoas com Deficiência Física/Cadeirantes e específico Identificar os desafios encontrados pelos professores de Educação Física para atender a inclusão de alunos com deficiência Física; Verificar as possibilidades de Inclusão nas aulas de Educação Física; Apontar os conhecimentos inerentes dos professores de Educação Física para Inclusão de alunos com deficiência Física e Compreender as perspectivas e estratégias de ensino na formação do professor. Tendo como base de produção de escrita Tardif, (2012), Pimenta, (2002), Behens (2006), Mendes, (2006), Cruz, (2018), Farias e Nascimento, (2012). Sendo, que na sua metodologia será uma pesquisa de campo, com ênfase numa entrevista semiestruturada, com perguntas abertas e fechadas, num questionário elaborado que passará pelo comitê de ética da universidade. Participarão da entrevista os Professores de Educação Física da rede municipal de ensino de Lages-SC, do 6º ao 9ºanos dos anos finais, e que possuem alunos com Deficiência Física/ cadeirantes. Portando, discutir a formação dos professores, é criar uma perspectiva de evoluir no processo de ensino-aprendizagem dos educandos com deficiência e da sociedade no modo geral.

Palavras-chave


Formação Continuada; Educação Física; Inclusão; Deficiência Física.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC