FORMAÇÃO DOCENTE INCLUSIVA

Jessica Sell do Prado, SADI RICARDO SILVA BASTOS, Gislane Cristina Melo Xavier, Janice Pereira da Silva

Resumo


O deficiente que amparado pela lei maior, a constituição Federal determina no Art. 205 a educação é direito de todos e na Resolução do CNE/CEB n°2/2001 qual define as Diretrizes Nacionais para Educação Especial na Educação Básica determina que o aluno que possui deficiência tem direito de estar inserido na escola de ensino regular. Neste sentido é sempre necessário refletir sobre a formação dos educadores, não apenas no sentido de preparar para a diversidade, mas para a verdadeira inclusão. O professor deve conhecer as dificuldades encontradas pelo aluno, levando em conta a necessidade de educação desse aluno. Os professores que trabalham com alunos com deficiência encontram grande dificuldade no diagnóstico de tipos e níveis de deficiência, essa dificuldade traduz grandes impasses para adaptação desses educandos na escola de ensino regular. Os professores que frequentemente se deparam com esse dilema informam não se sentirem preparados profissionalmente, para desenvolverem suas funções pedagógicas junto a essa demanda. O trabalho de apoio especial do segundo professor não deve substituir o professor regente que é o principal responsável pelo aluno. A preparação das instituições de ensino, que irão receber esses alunos, deve fornecer um ambiente acessível para responder à especificidade de cada aluno. Portanto a acessibilidade aos materiais pedagógicos e arquitetônicos, e a didática devem estar interligados, para criar condições favoráveis ao aprendizado. Sendo assim o objetivo geral é conhecer as atribuições pedagógicas do segundo professor que está inserido na escola de ensino regular, através de pesquisa bibliográfica. Pode-se afirmar baseando-se nos autores consultados que a prática pedagógica do professor influencia no desenvolvimento dos alunos com deficiência, considerando a dificuldade que os mesmos tem de assimilar conteúdos. Faz-se necessário adaptar materiais e estratégias metodológicas, conduzindo-os ao aprendizado. É importante que os professores conheçam os limites que cada deficiência impõe para superar as dificuldades existentes. Espera-se com essa pesquisa aprofundar teoricamente as discussões acerca do assunto, para a partir disso, desenvolver uma prática pedagógica ancorada nas necessidades apresentadas pelos alunos visando garantir a a qualidade do ensino.

Palavras-chave


Formação docente; Deficiência; Atribuições pedagógicas.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC