A EDUCAÇÃO FÍSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL: CONTRIBUIÇÕES PARA O PROCESSO DE DESENVOLVIMENTO.

Suelen Jung, Jocieli Luzia Nazario Seemann, Ana Caroline Cechinel Nunes, Jackeline Souza, sadi Ricardo da Silva Bastos

Resumo


No contexto da sociedade atual, crianças estão se tornando cada vez mais sedentárias, pois passam muito tempo em frente à televisão, computador, vídeo game, assim, brincam menos tempo, deixando de lado o movimento corporal mais amplo. Nos primeiros anos de vida, momento significativo onde o brincar, o jogar contribuem para as descobertas se utilizando da imaginação, interagindo com o meio e construindo seu acervo motor. O desenvolvimento humano ocorre a partir da interação com o meio, do convívio com o outro, das experiências adquiridas e isso só é possível através da exploração do movimento. A partir desse contexto é necessário conhecer, quais as contribuições da Educação Física na Educação Infantil para o desenvolvimento humano? As aulas de Educação Física na escola contribuem para uma melhora no padrão motor dos alunos? Que tipos de atividades realizadas nas aulas de Educação Física auxiliam no desenvolvimento motor, cognitivo, e afetivo-social do educando na Educação Infantil? Como as atividades praticadas fora da escola e as da Educação Física contribuem para que o aperfeiçoamento das habilidades motoras básicas? É através do movimento que é possível expressar sentimentos, pensamentos, desenvolver e ampliar gestos motores, ou seja, o corpo humano necessita de movimento para sua sobrevivência. A educação faz parte da vida do ser humano e ocorre de maneira continua sendo a Educação Infantil a primeira etapa da educação básica constata-se muitas vezes a ausência do professor de Educação Física nesta fase de ensino, encontrando-se somente o professor uni docente. A pesquisa tem como objetivo: compreender as contribuições das aulas de Educação Física na Educação Infantil para o processo de desenvolvimento das crianças, com foco nas habilidades motoras básicas nos CEINs do município de São Joaquim/SC. A atuação uni docente na Educação Infantil podem contribuir para encontrarmos nos Anos Iniciais, crianças com dificuldade em realizar movimentos básicos, como correr, saltar, arremessar, chutar, essenciais para sua faixa etária. Entende-se que a fase pré-escolar é o momento de se desenvolver habilidades motoras básicas, e a partir de então ampliar o nível para as habilidades motoras complexas, sendo importante que as mesmas sejam trabalhadas de uma maneira lúdica, tornando a atividade prazerosa. O estudo é de caráter exploratório e encontra-se em andamento e tramitando junto ao CEP. Ocorreu em três escolas municipais e contou com 51 crianças de ambos os sexos na faixa etária de 4 a 5, bem como seus professores de Educação de Física. Como instrumento de coleta de dados será utilizado o protocolo de Gallahue (2005), que propõe aos escolares a execução dos padrões de correr, caminhar equilibrar e saltar, os quais, foram comparados com a classificação de rudimentar, elementar, maduro apresentada pelo autor, questionários aos professores e observação de aulas. A análise dos dados será de caráter quanti-qualitativa. Os resultados esperados com o projeto é comprova que as aulas de Educação Física contribuem para o desenvolvimento das crianças nessa fase da Educação Infantil.

Palavras-chave


Educação Física; Educação Infantil; Desenvolvimento Humano.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC