Festival de dança: uma experiência dos pibidianos na Escola Pública

Suelen Aparecida Jung, Sadi Ricardo da Silva Bastos, Angela Juvinete Ribeiro Rossi, Andressa Maria Beirão, Sara Branco

Resumo


A dança é a arte que utiliza o corpo em movimento como meio de expressão, criação e comunicação. Ela é capaz de liberar sentimentos e emoções e, sobretudo, refletir manifestações culturais, transformando-se em linguagem social. A dança na escola pública é de muita importância para desenvolver nas crianças a criatividade, da forma de expressão corporal onde o aluno cria diferentes movimentos através de estímulos musicais e com a improvisação dirigida e espontânea. A musicalidade que na dança vai além do ritmo, é um buscar da compreensão relacionando-se com a melodia transmitida com as vozes, com os instrumentos, com as variações de intensidade, conseguindo transmitir por meios de movimentos dançantes todo sentimento que a música pode provocar. O Festival de dança realizado no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), vem com o intuito de propiciar a experiência da dança para os alunos envolvidos. Esse ano o festival de dança trouxe como tema principal as danças mais populares do país, com o intuito de trazer o conhecimento das mesmas para os alunos e a população envolvida. O festival foi realizado pela segunda vez na escola e novamente teve grande adesão e participação de alunos e professores. O Festival teve como principal objetivo trabalhar na teoria e na prática propostas educacionais que relacionem as danças populares brasileiras às demais disciplinas do currículo. E como objetivos específicos: alcançar meios que levem os alunos a desenvolver capacidades corporais e culturais; Fornecer a vivência de dança que articulem a criação pessoal e coletiva de movimentos, a apreciação e o conhecimento da dança de modo a integrar o individual e o coletivo a arte e a educação. A pesquisa foi importante pois, conhecemos um pouco da vida da professora homenageada Angelina Neci Oliveira Bernardo, no ano de 2017. Ela foi uma professora muito importante e comprometida na Escola Pinto Sombra. Os acadêmicos de Educação Física do Terceiro semestre, tiveram a oportunidade de encerrar o festival com a dança Siriri, que inclusive foi a primeira turma a ter a oportunidade de dançar. Também tivemos outras funções como: organizar o festival, cuidar da alimentação, recepcionar os jurados, entregar folhas de pontuações de notas e montar as coreografias das danças folclóricas. Os acadêmicos tiveram uma preocupação na sua apresentação, pois mesmo não tendo aula, por causa dos jogos (JUNIPLAC) nós acadêmicos viemos na UNIPLAC ensaiar. Alguns aspectos de desenvolvimentos devem ser relatados; como os figurinos, as coreografias de cada turma, a concentração e a dedicação dada a cada passo executado pelos alunos e também professores. Rostinhos brilhando, sorrindo, correndo, cantando e sonhando com o grande troféu. É isso que nos realiza na profissão que escolhemos, precisamos de mais amor, dedicação sorrisos e abraços como tivemos aquela noite. Concluímos nossos objetivos, obtendo conhecimento e amadurecimento de certa forma, pois nós acadêmicos tivemos que lidar com várias situações no percorrer do festival.

Palavras-chave


Dança; Movimento; Expressão.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC