A prática dos professores de matemática e o desafio da construção de uma cidadania participativa

Rafael Nascimento, Lúcia Ceccato de Lima

Resumo


Este trabalho tem como objetivo refletir sobre prática dos professores de matemática como instrumento de cidadania. Trata-se de uma revisão bibliográfica com fundamentação teórica nos estudos de Tardif (2002), Morin (2000), Freire (2002), Candau (2012) e outros cuja proposta dará apoio a um projeto de pesquisa que se encontra em desenvolvimento no curso de Mestrado em Educação da UNIPLAC. A escolha desse tema se deu em decorrência de experiências vivenciadas ao longo da carreira profissional, no trabalho com o ensino de matemática. Ao ministrar aulas nas disciplinas de cálculos no ensino superior e matemática no ensino médio observamos planos de ensino e conteúdos programáticos que impossibilitam a abordarem temas relacionados à cidadania. Nesse sentido, por diversas vezes as aulas de matemática acontecem de forma mecânica e tradicional, formulas matemáticas e de cálculos abstratos por si só não oportunizam ao aluno a compreensão do contexto em que vive, abdicando assim de uma formação cidadã. Tardif (2002) destaca que o professor ideal, além de dominar conteúdos e áreas de conhecimentos específicos, precisa desenvolver saberes e conhecimentos baseados nas experiências dos alunos. Dessa forma, as dificuldades encontradas pelo professor na disciplina de matemática indicam que há uma tarefa emergente para modificar a prática ensino, a fim de tornar a aprendizagem matemática mais significativa contemplando uma formação em que o educando seja capaz e compreender e transformar o seu meio. Sendo assim, a educação escolar não se reduzir à aquisição de determinados “conteúdos”, por mais socialmente reconhecidos que sejam. O horizonte dessa proposta deve ser a construção de uma cidadania participativa, a formação de sujeitos de direito, o desenvolvimento da vocação humana (CANDAU, 2012). Por isso a importância de se criar condições para que a prática dos professores de matemática seja capaz de possibilitar habilidades comportamentais, sociais, científicas e tecnológicas para compreensão, análise da realidade e estabelecimento de conexões. Nesse sentido, a cidadania surge como eixo da educação escolar favorecendo a construção de valores e conhecimentos necessários à participação social efetiva (BRASIL, 1997).

Palavras-chave


Professores de matemática; Cidadania Participativa; Prática de ensino.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC