A Contribuição do Lúdico na Educação Infantil

Bruna de Oliveira, Samantha Reis Anselmo Bartneck Telles, Elitania Albino Pereira, Sadi Ricado da Silva Bastos

Resumo


A Educação Infantil é a base escolar das crianças, elas precisam ser recebidas em um ambiente acolhedor com profissionais que tenham compreensão do seu papel e que desempenhem, principalmente, uma boa relação com as mesmas, passando-lhes afeto, carinho, confiança e respeito. Nesse sentido, desenvolver seu trabalho a partir de atividades que priorizem o aspecto lúdico, que usado de modo adequado na Educação Infantil produz significado pedagógico, estimula o conhecimento, a aprendizagem e o desenvolvimento. Apesar do lúdico ser um tema muito presente na Educação Infantil nem sempre ele é utilizado em sala de aula. Não basta fazer a brincadeira, é necessário planejar, mediar, intervir e consequentemente fazer a avaliação para refletir se os objetivos foram alcançados. Nessa perspectiva é que se coloca a problemática desse estudo: Como o lúdico pode contribuir na aprendizagem dos alunos? Como utilizar as brincadeiras para mediar os problemas e conflitos gerados no dia-a-dia escolar? Quais são as brincadeiras mais utilizadas para trabalhar as relações afetivas com os alunos? Quando a atividade é um jogo, como o educador trabalha a relação vencedor/perdedor? O objetivo geral é conhecer as contribuições dos jogos, dos brinquedos e das brincadeiras nas relações afetivas, nos problemas/conflitos e na aprendizagem dos alunos na Educação Infantil da região serrana de Santa Catarina, das cidades de Curitibanos, Lages e Ponte Alta/SC. Os objetivos específicos: identificar as atividades pedagógicas que são realizadas de maneira lúdica; analisar a relação entre aluno/professor e aluno/aluno; verificar se o espaço físico é adequado para a prática de jogos e brincadeiras e se disponibiliza brinquedos; identificar quais as estratégias que o educador utiliza na mediação de conflitos entre as crianças e compreender como ocorrem as ligações afetivas/emotivas entre as crianças e o professor. O trabalho está tramitando junto ao CEP e aguarda-se o parecer de aprovação. A metodologia utilizada se dará por meio da pesquisa exploratória. Os sujeitos da pesquisa serão/foram os alunos da faixa etária de 4 aos 5 anos de ambos os sexos, matriculados nas instituições de Educação Infantil, bem como seus respectivos professores. Para coleta dos dados será utilizado questionário para os professores e em relação aos alunos, a observação participante. Para análise dos dados, serão utilizadas as abordagens quantitativa e qualitativa. A partir dos dados coletados e das observações é possível, preliminarmente destacar que as atividades realizadas de maneira lúdica são as brincadeiras (de roda, de pega-pega, da cadeira), as músicas (cantigas, brinquedos cantados) e os jogos. Algumas das estratégias de mediação de conflitos utilizada pelo docente é conversar em particular com a criança e explicar a forma correta de tratar seus colegas. As ligações afetivas ocorrem a partir do momento em que a criança se sente protegida e acolhida pelo professor, criando confiança no mesmo. É na brincadeira que a criança desenvolve suas habilidades motoras, estimula o raciocínio lógico mental e as relações afetivas. Pois brincando as crianças podem utilizar a imaginação e vivenciar situações de diversas maneiras, aprendendo a solucionar problemas e conflitos gerados em sala de aula.

Palavras-chave


Educação Infantil; Lúdico; Conflitos; Afetividade.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC