A IDENTIDADE PROFISSIONAL DOS ASSISTENTES SOCIAIS DO MUNICÍPIO DE LAGES/SC

Elediane Oliveira Ribeiro, Amanda Ramos Pereira, Nara Terezinha da Silva Cachoeira, Audrilara Arruda Rodrigues Campos

Resumo


O presente estudo trata-se de um projeto de pesquisa em fase de desenvolvimento, vinculado à linha de pesquisa da UNIPLAC: Educação, cultura e políticas públicas, de acordo com edital Nº 041/2017. A intenção da pesquisa ocorreu por motivo da pouca produção e discussões acerca da identidade do assistente social e a dificuldade de clareza dos profissionais quanto à concepção de identidade profissional. A pesquisa traz como tema: A identidade profissional dos assistentes sociais do município de Lages/SC. A perspectiva epistemológica utilizada na presente pesquisa é a matriz teórico do materialismo histórico dialético de Karl Marx. A natureza da pesquisa é qualitativa. Os tipos de pesquisa utilizados são a bibliográfica, de campo e exploratória. O objetivo deste estudo é apreender os elementos que configuram a identidade profissional do assistente no município de Lages, SC. A relevância desta pesquisa se justifica no âmbito do serviço social, identidade profissional e acadêmico, pelo envolvimento de acadêmicos na iniciação científica e a relação dos acadêmicos com a comunidade externa. Esse processo é necessário no sentido da oportunidade do envolvimento do acadêmico no domínio de métodos e técnicas da produção do conhecimento nesse processo de ensino-aprendizagem. O público alvo da pesquisa foram os Assistentes Sociais do município de Lages, inscritos no CRESS, num total de aproximadamente 60 profissionais, a qual estamos trabalhando com uma amostragem de 50%, ou seja, 30 profissionais, escolhidos de forma aleatória participaram da pesquisa. A pesquisa foi desenvolvida via sistema online por meio do instrumento questionário semiestruturado com os profissionais que aceitaram fazer parte da pesquisa, no entanto, a pesquisa se encontra em andamento na coleta dos dados. Esperamos com esta pesquisa contribuir no processo de discussão e ampliação do debate no Serviço Social; Fortalecer o projeto ético-político da profissão, pautado numa perspectiva crítica, criativa e interventiva, possibilitando a autonomia e emancipação dos sujeitos sociais, defendidos na Teoria Marxista que alimenta a ação do Serviço Social Brasileiro; Ampliar a responsabilidade social acadêmica no ensino, pesquisa e extensão; Difundir cientificamente, o conhecimento na comunidade acadêmica, local e entre os profissionais; Permitir uma reflexão aos profissionais de Serviço Social sobre a identidade profissional e a importância de um olhar crítico para aquilo que o identifica.

Palavras-chave


Identidade Profissional; Serviço Social; Relação Teoria e Prática



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC