Vivências no estágio

Adriana Aparecida Martins, Daisi Ribeiro, Janaina Ferreira, Sara Midiã Farias

Resumo


O Estágio Curricular Obrigatório do 5º e 6º semestres do Curso de Pedagogia com Habilitação em Anos Iniciais do Ensino Fundamental da Universidade do Planalto Catarinense. A metodologia aplicada foi a da observação participante, ou seja, a da “inserção na escola”, através de observações e regências de classe, para compreender, acompanhar e analisar o processo pedagógico da escola. O estágio contém reflexões teórica-prática e metodológica do referido curso e do espaço escolar. O estágio foi realizado em uma escola da rede pública estadual, do município de Lages-SC com experiências e vivências reflexivas do processo de formação profissional, em turmas do 1º ano, 2º ano e duas turmas de 4º ano do ensino fundamental. No decorrer do 5º semestre, foi realizada a observação do campo de estágio, a análise do Projeto Político Pedagógico, documento norteador das ações educativas e observação participante. No 6º semestre, através da observação participante conseguimos compreender os desafios presentes na sala de aula, bem como a estruturação do planejamento para a intervenção. Os principais autores que embasaram o nosso percurso formativo, trabalhados no Curso de Pedagogia nos fortaleceram e resinificamos as nossas práticas docentes. Conseguimos fazer uma releitura das facetas que permeiam a educação, na maioria das vezes, de forma oculta e contraditória. Observou-se que o Projeto Político-Pedagógico da escola segue as determinações legais em relação a matriz curricular, tem três turnos de funcionamento. Segue as orientações do Estado de SC, ou seja, as Diretrizes 3 e o documento denominado Orientação Curricular Com Foco no Que Ensinar: Conceitos e conteúdos para a Educação Básica. Esses documentos são fundamentais e promovem condições para que os espaços de formação e que privilegia os saberes, Ainda a observação participante, ou seja, a da “inserção na escola”, através de observações e regências de classe, nos permitiu a compreensão e fazer a análise crítica do processo, ou seja, ação/reflexão/ação processo pedagógico da escola. Essas reflexões ocorreram num primeiro momento na escola campo de estágio, a partir do Projeto Político Pedagógico. Documento que nos propiciou conhecer os pressupostos filosóficos e a concepção de aprendizagem, aspectos estes que norteia os fazeres e saberes escolares. Enfim, a realização do estágio se torna um momento decisivo para a formação do profissional da educação, pois o acadêmico não deveria ocupar o espaço de regência de classe, sem conhecer de perto a realidade escolar, e os problemas que os cerca no contexto atual.

Palavras-chave


vivência; estágio; formação docente.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC