Composição química do suco de uva elaborado com uvas cultivadas em Lages/SC

Lucas Comachio, Douglas André Wurz, Maytê Cechetto, Marcus Outemane, Betina Pereira de Bem, Ricardo Allebrandt, Adrielen Tamiris Canossa, Juliana Reineher, Aike Anneliese Kretzschmar

Resumo


Embora a concentração da produção de uvas seja no estado do Rio Grande do Sul, o estado de Santa Catarina também apresenta sucesso no cultivo de uvas americanas, sendo uma grande oportunidade de renda para produtores rurais. O munícipio de Lages/SC está localizado em uma área com potencial para o cultivo de uvas destinadas a elaboração de suco de uva, no entanto, são poucos os estudos da qualidade do suco de uva elaborado na região. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a composição química do suco de uva elaborado a partir de três variedades de uvas americanas: Concord, Isabel Precoce e Bordô cultivadas em Lages/SC. O trabalho foi realizado no vinhedo experimental do Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina. A unidade de pesquisa foi implantada em agosto de 2013, com espaçamento de 3,00 m entre linhas e 1,50 m entre plantas, e sistema de condução no sistema semi-latada, sendo avaliadas o suco de uva elaborado pelas variedade Bordô, Isabel Precoce e Concord. A colheita foi realizada dia 03 de fevereiro de 2017, a partir do acompanhamento dos teores de sólidos solúveis e acidez total titulável, até sua estabilização, sendo colhidas 50 kg de uva de cada variedade avaliada. A elaboração do suco ocorreu no Laboratório de Enologia do Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina, pelo processo caseiro com o equipamento conhecido por panela extratora a vapor. A partir do suco, foram determinados o teor de sólidos solúveis (SS), acidez titulável (AT) e pH, polifenóis totais, antocianinas e intensidade de cor. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado e as variáveis foram submetidos à análise de variância (ANOVA) e quando detectadas efeitos de tratamento, procedeu-se o teste de comparação de médias pelo Teste Tukey a 5% de probabilidade de erro. O suco de uva elaborado com a variedade Bordô cultivada em Lages, SC, foi o que apresentou os maiores teores de sólidos solúveis e acidez total titulável, intensidade de cor e antocianinas totais. Verificou-se que o suco elaborado com a variedade Concord, com o menor pH, apresentou menor quantidade de antocianinas, sendo provavelmente, aquele que apresentou a menor estabilidade. Já para a variedade Bordô observou-se o maior valor de pH, com 3,16, podendo este apresentar maior estabilidade. Não observou-se entre diferenças significativas para o conteúdo de polifenóis totais entre as variedades avaliadas. De acordo com os resultados obtidos, verifica-se uma composição química adequado para as três variedades avaliadas, com destaque para a variedade Bordô.

Palavras-chave


Bordô; conteúdo de antocianinas; viticultura; desenvolvimento regional.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC