O PAPEL DA UNIVERSIDADE NO DESENVOLVIMENTO DA VITIVINICULTURA NAS REGIÕES DE ELEVADA ALTITUDE DE SANTA CATARINA

Marcus Vinícius Pereira Outemane, Douglas André Würz, Betina Pereira de Bem, Adrielen Canossa, Juliana Reinehr, Artur Kauling, Aike Kretzschmar

Resumo


A vitivinicultura brasileira é marcada pela sua diversidade, são diferentes condições ambientais, variados sistemas de cultivo e recursos genéticos com ampla variabilidade É neste contexto que a vitivinicultura catarinense tem se transformado e crescido quantitativamente e qualitativamente nos últimos anos. Por ser uma atividade recente nas regiões de elevada altitude de Santa Catarina, informações técnicas aplicadas especificamente a essas regiões ainda são carentes. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo realizar um levantamento da importância da Universidade do Estado de Santa Catarina – câmpus Lages no desenvolvimento da vitivinicultura nas regiões de elevada altitude de Santa Catarina. Para a elaboração do trabalho foram realizadas consultas ao acervo bibliográfico e ao banco de dados de dissertações e teses da Universidade do Estado de Santa Catarina – câmpus Lages, quantificando o número de dissertações de mestrado e teses de doutorados já defendidas no Centro de Ciências Agroveterinárias da UDESC (CAV/UDESC) sobre o cultivo de uvas viníferas em regiões de elevada altitude de Santa Catarina, separados em dois programas de pós-graduação da universidade: ciências do solo e produção vegetal. Ao total, já foram defendidos 22 trabalhos (dissertações e teses), dos quais dezesseis do programa de pós-graduação em Produção Vegetal e seis do programa de pós-graduação em ciências do solo, sendo 17 dissertações de mestrado e 5 teses de doutorado, na qual foram pesquisados 12 diferentes temas, predominando: raleio de cachos (5 trabalhos), porta-enxertos (3 trabalhos), adubação (3 trabalhos), cobertura do solo (2 trabalhos) e manejo do dossel vegetativo (2 trabalhos). Verifica-se que o desenvolvimento do setor produtivo nas regiões de altitude tem sido desde o início acompanhado pela pesquisa científica, sendo fundamental para obtenção de informações técnico-cientificas que visam contribuir para o êxito da atividade nas regiões de elevada altitude de Santa Catarina. Contudo, é essencial a continuidade da realização desses trabalhos, bem como, uma estreita relação entre a Universidade e as Vinícolas, a fim de determinar entraves técnicos da vitivinicultura em regiões de altitude e soluciona-los.

Palavras-chave


Vinhos de Altitude, Pós-graduação, Pesquisa cientifica; Informações técnicas



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC