AS ARQUITETURAS PEDAGÓGICAS NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UM CAMINHO PARA A CONSTRUÇÃO DOS MULTILETRAMENTOS

Carlos Eduardo Canani, Vanice dos Santos

Resumo


A presente proposta de pesquisa, que está em andamento, situa-se no contexto dos novos paradigmas educacionais que emergiram com o desenvolvimento das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) e desenvolve-se junto ao Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade do Planalto Catarinense - UNIPLAC. Frente a esse cenário, é possível perceber que a rede de alcance mundial estimula a construção do conhecimento e da aprendizagem cooperativa, o que propicia novos desafios e possibilidades para a educação, como a Educação a Distância (EaD). Dessa forma, há aqui o objetivo de analisar a arquitetura pedagógica, ou seja, as estruturas de aprendizagem realizadas por meio da confluência de diferentes componentes, com vistas a proporcionar a construção dos Multiletramentos. Em outras palavras, pretende-se investigar os elementos instrucionais – formas e formatos da proposição de conteúdos e objetos de aprendizagem - e metodológicos – atividades e formas de interação e comunicação -, no que se refere aos princípios organizacionais e ao desenho do ambiente digital de aprendizagem Moodle. A escolha desse espaço digital de educação, no qual um número crescente de pessoas tem se movimentado, deve-se ao fato dele ser utilizado durante as aulas das disciplinas semipresenciais e dos cursos de EaD da UNIPLAC. No Moodle, os participantes se fazem presentes por meio da escrita, pois proporciona múltiplos espaços para a autoria. Assim, o desenvolvimento desse estudo ocorre com base na problemática de compreender como a arquitetura pedagógica desse ambiente digital pode contribuir no processo de ensino-aprendizagem e a consequente construção dos Multiletramentos, com a utilização efetiva de recursos que apresentam uma multiplicidade de semioses e linguagens. Nesse sentido, o conceito da forma arquitetônica bakhtiniana pode trazer importantes contribuições, principalmente por entender a articulação de todos os elementos constituintes de um espaço de aprendizagem como possuidores de sentido. Diante do exposto, no que diz respeito ao procedimento metodológico adotado, inicialmente será realizado um estudo exploratório de fontes bibliográficas. Na primeira fase, serão selecionados artigos científicos, teses e dissertações dos últimos dez anos que se encontram indexados nas bases de dados SciELO e CAPES. Num segundo momento, haverá a leitura de livros de referência na área estudada, publicadas nos últimos quinze anos. Para tanto, encontram-se disponíveis, no que se refere às TICs, trabalhos de autores estrangeiros e brasileiros como Lévy, Castells, Negroponte, Santos, Moran e Santaella; em relação ao conceito de arquiteturas pedagógicas, serão explorados trabalhos como os de Behar, Carvalho, Menezes e Nevado. No que tange aos Multiletramentos serão abordadas sobretudo as obras de Rojo; e, por fim, tudo será discutido sob a lente teórica do linguista russo Bakhtin. Ademais, propõe-se um estudo com características de pesquisa qualitativa e descritiva, tendo em vista que será realizada uma análise contextual dos dados disponibilizados. Em relação ao corpus da pesquisa, elegeu-se o já citado ambiente digital de aprendizagem Moodle.

Palavras-chave


Arquiteturas Pedagógicas; Educação a Distância; Ambiente digital de aprendizagem; Multiletramentos.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC