MUSICALIZAÇÃO NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

Aline Dallazem, Daniel Cainã Pacheco, Leandro Lisboa da Costa, Gelson Oneres Dias, Mateus Fernandes de Oliveira

Resumo


O presente trabalho visa relatar as experiências do estágio curricular obrigatório, do 5º semestre do Curso de Licenciatura em Música, em que o grupo atuou em uma turma de 4º ano, em escola da rede estadual de Lages. Durante esse período foram desenvolvidas atividades objetivando a musicalização dos alunos, que em sua maioria não teve contato com a educação musical anteriormente. A maioria dos alunos é de classe baixa e mora perto da escola. A turma de 4º ano em que o grupo atuou possuía 20 alunos, na faixa etária de 9 a 10 anos. Os objetivos do estágio foram de proporcionar aos alunos a iniciação musical buscando desenvolver a escuta ativa, oportunizar a prática musical em conjunto, desenvolver o conhecimento em elementos musicais, promover interação entre os alunos e estimular os valores éticos e morais. Tendo em vista que a escola não possui aulas de música, o grupo visou proporcionar aos alunos a iniciação musical e o acesso às noções básicas desta prática na perspectiva teórico-prática, a partir de atividades como percepção musical, trabalhos com instrumentos de percussão, sopro e prática de canto coral. Desta forma o plano de ensino foi organizado em três unidades: Composição, Apreciação e Produção Sonora. Estas unidades foram desmembradas em diversas atividades com intuito de atingir os objetivos supracitados. Foram realizadas 6 intervenções, nas quais foram desenvolvidas atividades de análise de peças folclóricas, atividades de canto e percussão corporal, utilizando grafia convencional. Os alunos fizeram uma pequena composição com padrões rítmicos pré-estabelecidos. Também foram apresentados alguns instrumentos, como o clarinete e o trompete e ao final das intervenções foi realizada uma devolutiva do trabalho para a escola por meio de apresentação musical dos alunos. Acreditamos que tivemos êxito nas questões que se referem à execução e aplicação das práticas docentes. De certa forma, tivemos algumas dificuldades de organização e aplicação de alguns conteúdos, porém, ao refletirmos conseguimos melhorar e atingir os objetivos que propomos em cada intervenção. Pelo fato de a turma nunca ter vivenciado aulas de música, conseguimos motivar alguns dos alunos para a continuidade do estudo, o que reflete no trabalho de forma significativa. Para atingir os objetivos propostos utilizamos como embasamento os documentos legais que norteiam a área, tais como Lei de Diretrizes e Bases (BRASIL, 1996), Parâmetros curriculares nacionais: arte (BRASIL, 2001) e Proposta Curricular de Santa Catarina (SANTA CATARINA, 2014).

Palavras-chave


Estágio, Musicalização, Educação Musical.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC