AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE LABUTA E ERGONOMIA DE TRABALHADORES DO RAMO TÊXTIL

Leonardo de Sousa Bernardes, Aline Horbach, Tássio Dresch Rech, Natalia Veronez da Cunha Bellinati

Resumo


As lesões por esforços repetitivos (LER) e os distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) atingem aproximadamente 75% da população brasileira, e são responsáveis por grandes custos econômicos à saúde pública devido à perda de produtividade laboral dos indivíduos acometidos. Acredita-se que uma das possíveis causas possam ser condições inapropriadas de trabalho, deixando os trabalhadores suscetíveis a danos orgânicos e patológicos. Além disso, é plausível que muitos deles careçam de orientações gerais sobre saúde, atividades físicas, posturas, entre outras técnicas a serem adotas no seu local e trabalho. Ainda que o trabalhador necessite parar as atividades do trabalho para realizar a ginástica laboral, os estudos mais recentes demonstram que há maior produtividade, menor custo com assistência médica, maior satisfação interna, melhor imagem externa e maiores lucros através dessa prática. Assim, cabe às empresas investirem em maiores esclarecimentos no que tange aos benefícios de um estilo de vida ativo, o que pode implicar, também, em um melhor rendimento laboral, tanto para os funcionários quanto aos empresários. O presente estudo tem como objetivo avaliar as condições ergonômicas e sócio-demográficas, de trabalhadores de três empresas de confecção têxtil de municípios da serra catarinense. Para alcançar a meta, foram aplicados um questionário de avaliação sócio-demografica e ocupacional e o check list de ergonomia NR17, com o intuito de averiguar as condições de trabalho e opinião dos trabalhadores acerca do tema. Através do check list, é possível avaliar a iluminação do local de trabalho, se existe algum tempo de intervalo para descanso, como são os assentos disponíveis na empresa, o índice de temperatura, umidade relativa do ar. Já o questionário sócio-demográfico especifica o setor de labuta de cada um dos entrevistados, o tempo de serviço prestado na empresa, nível salarial, além de demonstrar as variáveis morfológicas dos indivíduos. Neste sentido, após a aplicação dos referidos instrumentos, é possível inferir que as condições de trabalho estão aquém das exigidas de acordo com a NR17, devendo os empreendedores compreender a estrita conexão entre essas com uma maior produtividade e melhor qualidade de vida dos funcionários.

Palavras-chave


Lesões por esforços repetitivos, Doenças ocupacionais, Saúde do trabalhador



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC