AVALIAÇÃO DO CONHECIMENTO DO ESTUDANTE DE MEDICINA SOBRE SÍNDROME DA APNEIA OBSTRUTIVA DO SONO, DO DIAGNÓSTICO AO TRATAMENTO

Paulo Roberto Ramos Alves, Fernando Arruda Ramos, Thaise Brighente Volpato, Gustavo Montibeller, Matheus Antonio Fabro

Resumo


INTRODUÇÃO: Apneia obstrutiva do sono (AOS) é um distúrbio que afeta de 2 a 4% da população adulta, caracterizada por episódios repetidos de cessação ou redução do fluxo aéreo. A AOS já é conhecida como fator de risco independente para o aparecimento de hipertensão arterial. Sabendo que hipertensão arterial é uma comorbidade extremamente frequente, é de suma importância que profissionais da área da saúde entendam essa afecção e tenham conhecimento da AOS como uma de suas possíveis etiologias. OBJETIVO: Avaliação do conhecimento do estudante de medicina sobre síndrome da apneia obstrutiva do sono, do diagnóstico ao tratamento. METODO: Trata-se de um estudo epidemiológico observacional transversal realizado com os 120 estudantes do primeiro ao sexto ano de medicina da Universidade do Planalto Catarinense de Lages, Santa Catarina. Foram escolhidos aleatoriamente vinte alunos de cada ano para compor a amostra. Utilizou-se um questionário com 12 questões de múltipla escolha abordando desde o rastreamento até o tratamento da síndrome apneia obstrutiva do sono(SAOS). RESULTADOS: Até o momento foram analisados 60 alunos entre o primeiro, quarto e quinto ano do curso. Quando avaliamos alunos do primeiro ano, questionando sobre o conhecimento da SAOS obtivemos resposta positiva em 15% dos alunos, 20% disseram que há prevenção, e 90% dos alunos falaram que vale a pena prevenir. Nas demais questões obteve-se 70% dos alunos com 2 acertos e 30% com três acertos. Aos alunos do quarto ano, sobre o conhecimento da definição da SAOS, 45% responderam que sabiam, 50% não sabiam e 5% não respondeu. Para as perguntas se há prevenção e se vale a pena prevenir, todos responderam afirmativamente. Nas outras 9 questões, 5% obtiveram total de 3 acertos, 10% com 4 acertos, 20% com 5 acertos, 35% com 6 acertos, 25% com 7 acertos, 5% com 8 acertos. Aos alunos do quinto ano, quando perguntados sobre o conhecimento da SAOS, de sua prevenção e se vale a pena a prevenção, 100% respondeu de forma afirmativa todas estas questões. Nas demais obteve-se 10% dos alunos com 3 acertos, 10% com 4 acertos, 15% com 5 acertos, 20% com 6 acertos, 35% com 7 acertos e 10% com 8 acertos. CONCLUSAO: Apesar do estudo ainda estar em fase de aplicação dos questionários, já se pode verificar grande diferença no conhecimento dos estudantes do primeiro para o quarto e quinto ano. Necessita-se ainda dos dados dos demais anos para se ter real ideia da evolução ao longo do curso para então poder realizar intervenções educativas.

Palavras-chave


Apneia, Medicina, Consequências apneia



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC