ATENDIMENTO PSICOLÓGICO AOS PACIENTES ONCOLÓGICOS OU/E EM CUIDADOS PALIATIVOS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Bruna Rafael Mota, Priscila Schneider

Resumo


O Estágio Supervisionado em Organizações de Saúde que está sendo realizado no ano de 2015 em um hospital da região serrana, tem como objetivo geral intervir sobre processos psicológicos decorrentes do processo de internação dos pacientes, permitindo assim, a formação técnico-científica e ético-política do acadêmico, voltada ao exercício profissional na área da saúde, em prol da sociedade. O foco maior neste período de realização do estágio foi no atendimento de homens e mulheres maiores de 16 anos, que estavam em tratamento para o câncer, a espera de resultados de exames referentes a esta doença ou/e em cuidados paliativos. Diante deste cenário, o estágio objetiva realizar a escuta qualificada junto aos pacientes e/ou seus acompanhantes; Busca a minimização do sofrimento decorrente da hospitalização do paciente e/ou acompanhante; Procura minimizar a ansiedade de pacientes e/ou acompanhantes; Busca qualidade de vida junto aos pacientes em cuidados paliativos e/ou seus acompanhantes; Promove a reflexão com pacientes e/ou acompanhantes acerca da morte e processo de luto. Considerando que o câncer ocasiona reações devastadoras tanto no aspecto orgânico como no emocional, gerando sentimentos, desequilíbrios e conflitos internos, também causa um sofrimento intenso que pode implicar em desorganização psíquica. Bem como, o processo de cuidados paliativos cuja doença não responde mais ao tratamento curativo, que visa um cuidado diferenciado que objetiva a melhora na qualidade de vida do paciente e seus familiares, através da avaliação e tratamento para alívio da dor e sintomas, além de proporcionar suporte psicossocial e espiritual. Estão sendo utilizadas as técnicas de Psicoterapia Breve, Escuta Terapêutica, Psicoterapia de Apoio e Psicoterapia de Esclarecimento para o atendimento destes pacientes. Diante deste cenário, percebe-se o quão importante é a atuação do profissional neste espaço, e o quanto os conhecimentos da Psicologia contribuem para o trabalho com os pacientes frente à hospitalização, observou-se que o psicólogo que atua no contexto hospitalar deve ter uma visão integral do sujeito, para que possa contribuir na melhoria de qualidade de vida e saúde mental dos pacientes. Isso demonstra a importância da atuação psicológica dentro desta instituição, e possibilita à estagiária vivenciar como é o fazer do psicólogo, e lhe acrescenta um rico conhecimento em relação a atuação do profissional de Psicologia.

Palavras-chave


Psicologia Hospitalar; Oncologia; Cuidados Paliativos; Qualidade de Vida.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC