EDUCAÇÃO ESPECIAL: MOMENTOS HISTÓRICOS PARA ADAPTAÇÕES E MUDANÇAS DOS SISTEMAS EDUCACIONAIS BRASILEIROS EM INCLUSIVOS

Eri Cristina dos Anjos Campos, Lurdes Caron Caron

Resumo


A trajetória da Educação Especial no Brasil apresenta destaques significativos de avanços e desafios percorridos no decorrer de sua história até os dias atuais. A educação especial mostra momentos de luta na sociedade e na escola buscando a qualificação do atendimento às pessoas com deficiência principalmente no que diz respeito à educação como um direito de todos. Dessa forma, o estudo parte da pergunta: como ocorreram as adaptações da Educação Especial em Educação Inclusiva nos Sistemas Educacionais Brasileiros? Destacamos que as configurações de políticas sobre a Educação Especial no Brasil por meio de legislações próprias surgiram para sanar situações emergentes conforme foram sendo identificadas na prática escolar. Assim, definimos como objetivo geral descrever a história das adaptações da Educação Especial em Educação Inclusiva nos Sistemas Educacionais Brasileiros e como objetivos específicos: resgatar a história da educação especial desde seu início até a contemporaneidade e refletir sobre pontos relevantes da educação inclusiva. Esta pesquisa é de abordagem qualitativa. Para o desenvolvimento da mesma, trabalhamos com fontes documentais sobre políticas públicas que regem a educação especial. Percebemos o quanto foi percorrido para o novo campo dessa educação no decorrer dos anos. Estas mudanças foram marcadas por alterações significativas quanto às políticas públicas que amparam essa modalidade de educação. Hoje, não é mais concebível no espaço educacional a segregação e atualmente, constatamos que há significativos esforços na busca de uma Educação Inclusiva, no ensino regular. Como resultado deste trabalho na descrição do percurso das políticas públicas da Educação Especial no Brasil, observamos e compreendemos que a educação segregada não supre as necessidades educacionais dos estudantes com deficiências, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades/superdotação. Neste sentido, para que a inclusão aconteça, mudanças de paradigmas são necessárias principalmente, quanto à estrutura física e curricular da escola e nas práticas pedagógicas de professores, bem como a equidade de valores e o respeito à singularidade do outro, sem distinção ou julgamentos, isto é, livre de qualquer forma de discriminação para que seja possível atender as diferenças de seus estudantes em um mesmo contexto escolar. Uma escola inclusiva acolhe os estudantes, independente da condição de cada um deles. Ela abraça esse desafio complexo em prol da inclusão de educandos favorecendo o bem estar social e, ao mesmo tempo, a convivência e o aprendizado de cada um de acordo com sua singularidade.

Palavras-chave


Educação Especial, Educação Inclusiva, História da Educação.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC