ARTE E MÚSICA: PLANTAR, COLHER E TOCAR CULTIVANDO ÁRVORES NATIVAS DO PLANALTO SERRANO E APRENDENDO MÚSICA COM A CONSTRUÇÃO DE SEU PRÓPRIO INSTRUMENTO MUSICAL.

Vando Roberto Oliveira, Lurdes Caron, Andrey Garcia Batista

Resumo


Arte e Música: Plantar, Colher e Tocar, é um projeto de pesquisa/extensão iniciado em 2014, no município de São Joaquim e que, atendeu três escolas estaduais de educação básica: São José, Manuel Cruz e Martinho De Haro de São Joaquim – SC. Em média foram 40 alunos por escola. Um total de 120 alunos. O projeto continua em 2015 com alunos das mesmas escolas e trabalha com a “Arte da lutheria” entendida como a manifestação artística por meio da construção artesanal de instrumentos de corda, exemplo: violino, viola, violoncelo ou contrabaixo. A fabricação de instrumentos musicais por meio da arte da lutheria é trabalhada, usando técnicas herdadas de grandes construtores de instrumentos musicais de corda, do século XVII e XVIII. Para esta arte, a Serra Catarinense tem plantas nativas próprias e seu cultivo contribui na educação do meio ambiente. São elas: cedro vermelho, ipê-amarelo, canela, pinho-bravo e araucária. Em 2015 a pesquisa parte da pergunta: Como, com alunos de educação básica, cultivar árvores nativas do Planalto Serrano articulando arte e música e aprendendo com a construção do seu instrumento musical? Os alunos aprenderão fazendo a experiência do plantio e o cultivo das árvores próprias, cuja madeira é mais maleável para o entalhe do instrumento musical, e, ao mesmo tempo, estarão aprendendo música desenvolvendo suas potencialidades artísticas e o respeito ao meio ambiente. Esta pesquisa/extensão tem como objetivo geral: Articular arte e música com alunos da educação básica, plantando e tocando a partir da construção do seu instrumento musical. E como objetivos específicos: oportunizar aos educandos conhecimentos fundamentais sobre a lutheria na construção de seu instrumento musical; possibilitar aos alunos o acesso e compreensão sobre as técnicas do plantio de mudas de plantas próprias para a arte da lutheria; viabilizar aos alunos conhecimentos de instrumentos musicais de corda com noções fundamentais sobre música. Para alcançar os objetivos propostos trabalhamos com a organização e realização de oficinas, palestras e orientação aos alunos da arte lutheria, educação ambiental e musical. A pesquisa/extensão é de abordagem qualitativa a partir da visão de Chizzotti (2005), Barros (2003). Trabalha com procedimentos de prática comprobatória e consulta em fontes bibliográficas a partir de autores que refletem sobre: lutheria, educação musical e ambiental. Dentre eles, destacamos: Amaral (1991), Araújo (2008), Freire (2007), Batista (2009). Como resultado, os educandos estão obtendo conhecimentos necessários para a produção de seu próprio instrumento musical e participação na orquestra de cordas que estamos organizando. Além disso, o trabalho está contribuindo com os alunos no resgate e o cultivo das tradições culturais artísticas do município; proporcionando um espaço de desenvolvimento de suas potencialidades artísticas; colaborando para o resgate da cidadania e sua realização pessoal. Esperamos, ainda, como resultados, que a participação dos alunos nas aulas práticas de música com a produção do próprio instrumento musical, os anime e entusiasme para a aprendizagem na escola e assim, haja redução da evasão escolar e o cuidado com o meio ambiente.

Palavras-chave


Educação Musical. Educação Básica. Cidadania. Lutheria. Educação Ambiental.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC