AS POSSIBILIDADES PEDAGOGICAS NA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR PARA A ATUAÇÃO DAS MULHERES NO FUTEBOL

Paulo Roberto Alves Falk, Robert Macedo Santa Ana, Jackeline Souza, Giovani de Moura Willwock, Ana Caroline Cechinel Nunes, Suelen Aparecida Jung, Jocieli Luzia Nazario Seemann

Resumo


Esta revisão literária pretende sintetizar informações sobre um mesmo tema para ampliar uma base de conhecimentos adequados para fundamentar e direcionar a participação feminina na prática do futebol no contexto da educação física escolar. É inquestionável a importância do futebol em nosso país, sua relevância cultural e o mercado de trabalho que se apresenta sobre suas ramificações. No entanto, quando se trata da relação futebol e mulher é notável a desvalorização do papel feminino neste contexto. Historicamente o futebol em nosso país é considerado um esporte masculino e as oportunidades disponibilizadas para as mulheres são raras, seja no âmbito da prática, seja na gestão ou na administração deste esporte. A discussão se torna relevante quando se fala em números. Dados estimados da Confederação Brasileira de Futebol indicam que o país tem cerca de 400 mil jogadoras e pesquisas perguntam qual o lugar da mulher dentro do país do futebol? Em busca de respostas, mas principalmente de soluções o estudo tem como objetivo propor o debate sobre propostas pedagógicas que oportunizem a participação feminina neste esporte não somente através do jogo, mas com possibilidades de atuação em outras áreas ligadas ao futebol. Atualmente é muito comum que os conteúdos esportivos sejam transmitidos apenas na ótica do saber fazer e do jogar o que ocasiona a falta de aprofundamento de conteúdos e não vislumbra futuras possibilidades da participação das mulheres no âmbito do futebol. Por se tratar de espetáculo popular e um fenômeno social, além da possibilidade de jogar, o futebol se interdisciplina com atividades culturais, como arte, administração, produções culturais, economia, política, entre outras atividades. Neste sentido se faz urgente oportunizar e repensar este espaço como também de direito das mulheres. O método utilizado será a sistematização de experiências através da discussão em grupo formado por futuros profissionais da Educação Física, com a intenção de construir conjuntamente uma proposta pedagógica que inclua efetivamente a participação feminina nas práticas do futebol no contexto escolar. Esta sistematização prevê uma articulação entre teoria e prática e pretende melhorar e modificar a teoria atualmente existente, convertendo-a em uma ferramenta útil para transformar a realidade. O diálogo será realizado com a turma da quarta fase de Educação Física, na disciplina de futebol. Todos os componentes do grupo poderão expor suas ideias e opiniões sobre o tema proposto. As considerações preliminares acerca do tema levam a entender que deve-se oportunizar, através do futebol, experiências diversas que amenizem as diferenças de gênero desde a infância. A Educação Física pode apresentar o futebol como um importante meio para o desenvolvimento de outros conceitos como sociedade, profissão, política e cultura, justificando sua existência na formação e na promoção de transformações positivas na vida das pessoas.

Palavras-chave


Futebol, Mulheres, Educação Física, Sistematização



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC