A IMPORTÂNCIA DA LEITURA, NA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA, ENTRE ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL NA REDE ESTADUAL DE ENSINO DO MUNICÍPIO DE RIO RUFINO, SC

Eduardo de Souza, Lindalva Scarabelot, Linete Ghizoni, Eder Banck

Resumo


Esta pesquisa aborda a importância da leitura na disciplina de Língua Portuguesa, entre alunos do ensino fundamental na rede estadual no município de Rio Rufino, SC. O presente estudo foi encaminhado com o intuito de analisar como a leitura é desenvolvida no cotidiano da referida escola e por que a mesma é deixada de lado, ou seja, não é incentivada. O objetivo geral foi analisar os problemas decorrentes da falta de leitura entre os alunos do ensino fundamental da escola estadual do município de Rio Rufino, tendo como objetivos específicos identificar os problemas que levam os discentes a se distanciarem dos livros; Analisar o desinteresse pela prática da leitura e caracterizar o melhoramento de escrita, expressão e interpretação resultante da leitura. A metodologia é caracterizada por uma pesquisa exploratória, que dispõe de uma entrevista com professores, observações em sala de aula de alunos e professores e também um questionários com os alunos, a análise é de forma quanti-qualitativa. A importância do ato de ler tem como influência uma base formadora do ser e seu poder de construção de conhecimento, bem como as defasagens decorrentes na leitura devido à intervenção dos meios tecnológicos e também seus pontos positivos nesse processo. Através desta pesquisa destacamos que em questionários aplicados aos alunos da instituição investigada, que há interesse dos alunos em exercer leituras, mas com o pouco incentivo no meio em que vivem os afastam desta prática. Esse estudo traz reflexões acerca do entrelaçamento entre escola, alunos e pais, com relação à leitura, que visa aperfeiçoar o entendimento acerca do processo de evolução tecnológica e sua relação com a leitura, o qual parte dos primórdios através dos sinais gráficos até chegar à tela do computador, sofrendo variações nesse processo e sua correlação com as influências e desafios que os pais e educadores encontram para a formação de pequenos leitores. Alguns dados desta pesquisa mostram que apenas 54% dos respondentes afirmam realizar às vezes e 12% não realizam leitura fora do espaço escolar, o incentivo para futuros leitores não pode só ficar nas mãos da escola, os pais e a sociedade devem incentivar e instruí-los como ativos leitores no cotidiano.

Palavras-chave


Leitura; incentivo; escola.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC