ATENDIMENTO EDUCACIONAL ESPECIALIZADO PARA CRIANÇAS COM DEFICIÊNCIA INTELECTUAL: UM COMPROMISSO PRESENTE DESDE A EDUCAÇÃO INFANTIL

Suzana Maria Webber Xavier, Lurdes Caron

Resumo


A inclusão de alunos com deficiência transtornos globais do desenvolvimento altas habilidades /superdotação na educação escolar é um direito garantido pela legislação. Por meio de sua prática pedagógica em relação às diferenças individuais, a escola é um local democrático, tanto em termos de acesso quanto de permanência. Este artigo é um recorte da dissertação de mestrado, que parte da pergunta: Como as práticas dos professores em salas de Atendimento Educacional Especializado e dos professores da sala regular de ensino contribuem na aprendizagem das crianças com deficiência intelectual na educação infantil do município de Lages – SC? O estudo objetivou verificar a formação e a prática docente em sala de Atendimento Educacional Especializado e sala regular de ensino com alunos da educação infantil que apresentam deficiência intelectual, no Município de Lages - SC. Teve como objetivos específicos: Refletir a partir de diferentes olhares, as descobertas e os caminhos históricos da deficiência intelectual na educação infantil; Conhecer a prática pedagógica de professores das salas de recursos multifuncionais e das, de ensino regular com o uso da tecnologia assistiva; Identificar a formação de professores para atuação no processo inclusivo de crianças da educação infantil com deficiência intelectual. A pesquisa foi de abordagem qualitativa. É um estudo exploratório. Para a coleta de dados, utilizamos questionário escrito com questões abertas e fechadas. Para a análise de conteúdos trabalhamos com a técnica de análise discursiva textual de Moraes e Galiazzi (2011) em que emergiram as categorias aqui abordadas: Formação de professores para o processo de Inclusão: um diálogo possível entre professores da sala do Ensino Regular e os do AEE; Processo de Inclusão na Educação Infantil: um compromisso de todos em busca da autonomia; Atuação dos professores do AEE e planejamento compartilhado. O contato com as categorias de análise a luz da teoria estudada podemos considerar que o Atendimento Educacional Especializado para o atendimento das crianças com deficiência intelectuais é uma estratégia extremamente significativa para todos. Os resultados desta pesquisa deixam claros a necessidade de novos estudos sobre a inclusão dos alunos com deficiência intelectual e professores para colaborar na elaboração de propostas e formas de aplicação da inclusão atendendo assim as necessidades desta população. Garantindo os direitos e deveres de todos para melhor ensiná-los, quebrando paradigmas oportunizando igualdade para todos.

Palavras-chave


Formação de Professores. Educação Infantil. Atendimento Educacional Especializado. Deficiência Intelectual.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC