PROJETO ACOLHER: INTEGRANDO AÇÕES EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA

Maria Célia Bini, Carlos A. Antunes, Filipe E. Klauberg, Jéssica C. Cruz, Renata L. Melo

Resumo


Este projeto de extensão foi desenvolvido a partir da necessidade de acolhimento às pessoas que aguardam atendimento no Pronto Atendimento Municipal Tito Bianchini. Sendo assim o PROJETO ACOLHER: INTEGRANDO AÇÕES EM URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, tem como objetivo, implantar ações que possibilitem um ambiente acolhedor e humanizado; minimizando a ansiedade dos familiares e doentes, através do acolhimento e da escuta qualificada; proporcionando ambiente hospitaleiro e confortável para pacientes e acompanhantes; intermediando a comunicação entre familiar, paciente e equipe; auxiliando-os na compreensão das regras e normas da instituição; colaborando para a humanização dos atendimentos as pessoas envolvidas com o adoecimento; identificando os problemas de ordem emocional que permeiam a perda da saúde, no intuito de minimizar o sofrimento psíquico. Num momento de urgência, tenso e temeroso pelo que se passa, o paciente se depara com uma situação estranha ao seu cotidiano – a hospitalização em Pronto-Socorro – sentindo-se profundamente angustiado. A situação de urgência é caracterizada por uma situação de crise que se manifesta pela experiência de paralisação da continuidade do processo de vida. A abrupta ruptura que a pessoa experimenta quando é acometida por um mal súbito ou sofre um acidente, gerará o sentimento de descontinuidade que, por sua vez, desencadeará diversas reações emocionais como a impotência, medo, revolta, agressividade, ansiedade, decorrentes das situações vivenciadas. No Pronto-Socorro considera-se caso de emergência o paciente que chega com risco iminente de morte. Satisfeita esta primeira condição, que é garantir a vida do paciente, é necessário ajudá-lo a reorganizar-se diante da nova realidade que se apresenta, com todas as limitações impostas pela doença e possível hospitalização. O trabalho de acolhimento em sala de espera de Emergências e Pronto Atendimento, tem se mostrado cada vez mais importante para o bem estar do paciente e seu acompanhante. Em toda condição de atendimento oferecido por profissionais de saúde, o acolhimento deve estar presente. Pressupõe atender a todos, ouvindo seus pedidos e adotando uma postura capaz de dar respostas mais adequadas, utilizando as soluções disponíveis para a resolução de problemas, prestando atendimentos com interesse e responsabilidade, orientando, quando necessário, e estabelecendo diálogo com outros serviços, para a continuidade da assistência, garantindo assim, a eficácia desses encaminhamentos. Contribuindo para que o sofrimento psíquico advindos da perda da saúde seja minimizado através da escuta qualificada, bem como melhor compreensão dos procedimentos efetuados, buscando assim proporcionar um ambiente acolhedor passível de alivio de sentimentos proveniente do adoecimento.



Palavras-chave: Pronto Atendimento, Urgência, Emergência, Acolhimento, Familiar, Paciente.

Palavras-chave


Pronto Atendimento, Urgência, Emergência, Acolhimento, Familiar, Paciente.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC