AVALIAÇÃO DA OCORRÊNCIA DE HIPOESTESIA PLANTAR IDENTIFICADA ATRAVÉS DO TESTE DE MONOFILAMENTO DE SEMMES-WEINSTEIN EM PACIENTES COM DIABETES MELLITUS

Rafael Frizon, Laíse Dias Ferreira, Marcio Petenusso

Resumo


Introdução: O pé diabético é uma das principais complicações do Diabetes Mellitus (DM) sendo caracterizado pela presença de lesões nos pés decorrentes de neuropatias periféricas doença arterial periférica e deformidades. Caracteriza-se por úlceras plantares de cicatrização lenta, que se formam em consequência de traumatismo aparentemente insignificante. Se não forem tratadas, as úlceras podem penetrar nos tecidos subjacentes, resultando em complicações como celulite, formação de abscesso, sepse articular e osteomielite. Pode ocorrer gangrena, exigindo a amputação em casos graves. Os fatores de risco associados incluem diabetes de longa duração, controle inadequado da glicemia e complicações diabéticas concomitantes Essas complicações, de caráter crônico, ocorrem em média dez anos após o aparecimento da doença e, associadas a infecções, podem evoluir para amputações não traumáticas de membros inferiores. Objetivo: Avaliar a ocorrência da perda da sensibilidade protetora plantar através do teste de monofilamento de Semmes-Weinstein em pacientes com diabetes mellitus. Métodos: Consistiu em um estudo exploratório descritivo com abordagem quantitativa realizado em uma Unidade Básica de Saúde da Serra Catarinense - SC. Participaram deste, 20 indivíduos portadores de DM, com o diagnóstico realizado há mais de cinco anos, e idade superior a 18 anos.A coleta de dados foi realizada através de uma ficha contendo dados referentes ao teste de monofilamento de Semmes-Weinstein em 16 pontos entre região plantar e metatarsos. Considerações:Foi identificado que 11 (55%) desses pacientes não possuem a sensibilidade protetora dos pés levando em consideração o teste de monofilamento preconizado pelo Consenso Internacional sobre o pé diabético. Estes pacientes não sentiram a aplicação do monofilamento de nylon 10g em dois ou mais locais dos seis avaliados. Este estudo evidencia a perda da sensibilidade protetora dos pés em pessoas diabéticas. Os dados mostraram que mais da metade dos pacientes com o diagnóstico há mais de cinco anos apresentam perda da sensibilidade plantar, colocando tais pacientes em condições de risco para ulceração. Isto aponta para a necessidade de que os profissionais de saúde busquem estratégias para a educação em saúde acerca dos cuidados com os pés em portadores de DM.

Palavras-chave


diabetes mellitus, pé diabético, neuropatia diabética.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC