EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE A CERCA DE CONCEPÇÕES AMBIENTAIS DE ALUNOS DO ENSINO MÉDIO DE UMA ESCOLA ESTADUAL DE LAGES-SC

Mara Lucia Bueno, Rodolfo Felipe Koche Alves

Resumo


A educação ambiental contribui principalmente para o exercício da cidadania estimulando ações transformadoras nos alunos. Esse estudo procura aprofundar os conhecimentos sobre as questões ambientais e busca estimular mudanças de comportamento e de promover a construção de novos valores éticos coletivos, minimizando assim os valores antropocêntricos. Sabe-se que o meio ambiente não é constituído apenas pelo mundo natural, onde vivem as plantas e os animais, mas também pelo mundo construído pelo ser humano em espaços urbanos e rurais. Sendo considerados mundos que se relacionam e influenciam-se reciprocamente. Somos o resultado dessas evoluções, a natural e a cultural. Nada vive isolado na natureza, tudo está inter-relacionado. Assim como influenciamos no meio, somos influenciados por ele. Um ser depende do outro para sobreviver. Não existem seres mais ou menos importantes para o conjunto da vida no planeta. A única coisa importante é a rede de relações que todos os seres vivos mantém entre si e com o meio em que vivem. Rompida esta teia, ou diminuída em sua capacidade, a vida corre perigo. Neste contexto justifica-se a intenção de aliar a teoria com a prática pedagógica, desenvolvendo um ensino articulado, participativo e interdisciplinar, que possibilite o respeito à diversidade biológica, cultural e étnica. O objetivo geral dessa pesquisa buscou analisar quais as concepções que os alunos do Ensino Médio possuem a respeito desse tema e os objetivos específicos se definem em conhecer a realidade da escola observando se esta possui projetos e práticas sustentáveis que contemplam a educação ambiental e na identificação de possíveis fatores que podem estar dificultando ou favorecendo o desenvolvimento da educação ambiental na escola. Trata-se de uma pesquisa descritiva que tem como procedimento técnico o estudo de campo, com a coleta de dados, tendo contato direto com o ambiente e o objeto pesquisado. Os procedimentos iniciaram-se com a observação sistemática do espaço escolar, e aplicação de um questionário com perguntas abertas e fechadas aos alunos. Foram coletadas 29 amostras. Adotou-se o método qualitativo e quantitativo para análise das respostas. De acordo com a análise dos dados coletados, percebe-se que a maioria dos alunos tem consciência ecológica formada, porém, essa percepção é bastante romântica associando-se mais à proteção das plantas e dos animais e menos à qualidade de vida da espécie humana. Esses, não se reconhecem ou não se sentem incluídos nesse meio ambiente. A educação ambiental se faz necessária, para que os alunos entendam que ser proativo nessa situação não é somente evitar que um desastre ambiental aconteça, mas também, para melhorar o ar que se respira, os rios que abrigam inúmeras espécies, e o solo que nos fornece alimento, promovendo assim, a melhora da qualidade de vida de todas as espécies. Nesse sentido, o estudo atendeu aos seus objetivos, pois possibilitou informações e procurou conscientizá-los sobre a importância da educação ambiental no cotidiano escolar.

Palavras-chave


Educação Ambiental; Ensino Médio; Concepções Ambientais.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC