REPENSANDO MÚSICA

Kleyton Gonçalves Luz Nunes, José Francisco Cardoso, Rodrigo Cesar Stanck, Aline Dallazem

Resumo


O trabalho desenvolvido pelos acadêmicos do curso de licenciatura em Música, por ocasião do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), é resultado de uma prática desenvolvida na Escola de Educação Básica Maria Quitéria, na cidade de Lages-SC durante o primeiro semestre de 2015, durante as aulas de Artes do 9º ano do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio. O PIBID conta com o apoio e financiamento da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), tendo como objetivo propiciar aos licenciados a prática da docência, qualificando sua formação. O título trabalhado é “Repensando Música” e teve como tema “Paisagem Sonora”. O principal objetivo é abordar conceitos musicais de forma crítica e analítica visualizando a paisagem sonora. Através de questionamentos que foram levados aos alunos, resultaram diálogos críticos os quais intermediávamos. Utilizamos como referencial teórico os seguintes autores: Schafer (1991), Moraes(1983), Henrique(2002), Penna(2008). Iniciamos o trabalho com observações nas duas turmas, e concluímos que se tratava de dois grupos distintos, com gostos musicais bastante variados, enquanto um era adepto ao rock, música eletrônica e sertaneja, o outro se identificava como o funk, rap e pagode. O grande desafio era alinhar a discussão para que ocorresse de forma crítica. Dividimos o trabalho em quatro partes, a primeira parte tinha o objetivo de conceituar música; na segunda, expomos as diversas funções da música dentro da sociedade; a terceira parte constituiu-se em identificar a paisagem sonora que nos rodeia percebendo, inclusive, a poluição sonora; e por fim, na quarta propiciamos a apreciação de diversos estilos musicais brasileiros bem como a análise crítica. Ao final de cada intervenção ou dinâmica realizamos uma pequena discussão do que foi trabalhado, podendo assim perceber se houve entendimento do assunto abordado. No decorrer das intervenções todos os alunos das duas turmas se tornaram participantes das discussões, expondo suas opiniões e ideias, sem o receio, que geralmente é encontrado nas turmas de adolescentes. O projeto ainda está em andamento, porém já podemos concluir que houve significativa interiorização e entendimento sobre o tema proposto. Não pretendemos interferir no gosto musical dos alunos, mas esperamos que eles percebam música de uma forma diferente, com um olhar crítico, e já constatamos que isto está acontecendo, o que legitima nosso trabalho.

Palavras-chave


PIBID. Docência. Educação Musical. Gosto musical.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC