ESTRESSE DO PROFESSOR NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A INFLUÊNCIA NO PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

Fabiane dos Santos, Vanessa Cristina Andrade, Priscila Oliveira

Resumo


Atualmente o estrese acompanha o profissional da Educação Infantil, de várias formas sendo essa: a carga horária extensa, relacionamento com os colegas, falta de material didático para a realização do trabalho, falta de higiene do aluno e do ambiente escolar, e ainda, a relação família e aluno, a indisciplina e a agressão verbal, também contribuem para o estresse do professor. A Organização Mundial de Saúde, (OMS), considera o estresse uma das maiores doenças ocupacionais. Portanto, tem-se como questões de pesquisa: Quais as razões do estresse dos professores da educação infantil? É a questão da higiene dos alunos? É a questão do contato professor – aluno – família? É a estrutura física inadequada? É a falta de material didático? Sendo assim, o objetivo geral é investigar os principais fatores geradores de estresse na rotina de trabalho dos profissionais docentes da Educação Infantil da cidade de Lages/SC e suas implicações no processo ensino-aprendizagem. Os objetivos específicos são: Descrever os aspectos relevantes da rotina na sala de aula e unidade escolar; Verificar a estrutura do ambiente físico da escola; levantar o nível de higiene pessoal dos alunos e seu impacto no processo de ensino-aprendizagem; apontar o nível de satisfação dos profissionais com o ambiente de trabalho e enfatizar a importância da parceria entre família e escola. Esta pesquisa se configura como do tipo exploratório. Sendo assim os sujeitos da pesquisa são: professores e alunos da Educação Infantil da rede Municipal de Ensino de Lages/ SC. As técnicas de coletas de dados utilizadas foram a observação dos professores e alunos em sala de aula e questionários para os professores. Para análise de dados foi utilizado análise quantitativa/ qualitativa. Como resultados iniciais pode-se afirmar que: No que diz respeito a rotina de trabalho 78% dos respondentes consideram que a rotina de trabalho não influencia na vida pessoal. A partir da observação dos Centros de Educação Infantil foi constatado que 50% da estrutura do ambiente físico esta em boas condições. Dentre as respostas coletadas 44% dos respondentes consideram que é a falta de higiene é a principal causa do estresse do professor no ambiente escolar, e em relação à satisfação no trabalho pode-se perceber que 100% das pedagogas consideram seu trabalho reconhecido pelos gestores e pais. Como a pesquisa esta em andamento não obtemos conclusões definitivas e tais mudanças serão possíveis de serem realizadas ao termino da pesquisa.

Palavras-chave


Estresse; Professor da educação infantil; Higiene; Relação família e escola;



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC