A ESTRUTURA FÍSICA ESCOLAR E O PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Eduardo Geremia

Resumo


Sabe-se que há em muitas realidades um crescente desinteresse, entre crianças e jovens, pela escola. Muitos declaram abertamente não gostar de frequentá-la. Reclamações e queixas acerca das condições de trabalho são comuns entre professores. Entre essas reclamações, está a estrutura física escolar e falta de recursos pedagógicos, inclusive, compartilhada também pelos alunos. Diante desse contexto é necessário saber até que ponto a estrutura física escolar influencia no processo de ensino e aprendizagem? O objetivo geral consiste em investigar como a estrutura física interfere no interesse dos alunos pela escola e sua influência no processo ensino/aprendizagem. Os objetivos específicos são: identificar possíveis aspectos estruturais inadequados da escola; conhecer a opinião dos alunos e dos professores sobre a estrutura física escolar; conhecer o nível de interesse dos alunos pela escola; relacionar dificuldades percebidas pelos professores no processo ensino/aprendizagem em relação a estrutura física escolar e identificar a participação dos aluno e dos professores na gestão escolar. A pesquisa se configurou como estudo exploratório. Participaram da pesquisa 198 alunos do 6º ao 9º ano e 15 professores de uma escola estadual do município de Anita Garibaldi SC. As técnicas de coleta de dados foram questionários e observação participante. Obteve-se como resultados iniciais da pesquisa: Apesar de uma quantidade expressiva de alunos afirmar que fariam mudanças na estrutura física da escola, 50% responderam que gostam da escola. No entanto, 65% fariam mudanças nos banheiros; 70% mudariam pelo menos 4 itens das salas de aula. Em relação a participação na gestão escolar, 92% dos alunos não participam do Grêmio Estudantil e 62% afirmam não participar do Conselho de Classe. Não realizam sugestões ou críticas 64% dos alunos. Os alunos (64%) mostram descontentamento com o uso do uniforme escolar, porém 65% o usariam caso pudessem participar da sua elaboração. A pesquisa ainda não está concluída, mas aponta para a ausência de princípios de uma gestão democrática que considere maior participação dos alunos nas decisões possíveis da escola. Contraditoriamente, mesmo estando descontentes com alguns aspectos não utilizam os instrumentos fornecidos pela instituição escolar. Até a presente data apenas os dados coletados dos alunos foram analisados quantitativamente. A pesquisa encontra-se em desenvolvimento, dessa forma outras considerações e descobertas serão apontadas até sua conclusão.

Palavras-chave


Estrutura física escolar; ensino/aprendizagem; gestão democrática.



REVISTA UNIPLAC
ISSN 2447-2107
EDITORA UNIPLAC | PORTAL DE REVISTAS UNIPLAC
e-mail: propepg@uniplaclages.edu.br | Fone: (49) 3251-1009
Copyright 2012. Editora UNIPLAC